quarta-feira, julho 28, 2010

Vergonha na Ilha do Retiro


Zagueiro César pega a bola no fundo das redes do Leão. Sport só venceu uma partida em casa e mergulha numa crise - Foto: JC Imagem

O Sport mostrou um péssimo futebol e conseguiu o que a torcida não esperava: perdeu de virada para o Duque de Caxias, por 2x1, e o clima de crise se instala na Ilha do Retiro. Se no primeiro tempo, o Leão apresentou objetividade nos minutos iniciais e, nos minutos finais, encontou o caminho das redes, na segunda etapa, o time não existiu e sofreu os dois gols do time carioca.


Já havia deixado o recado neste Blog que o faltava ao Sport mais vontade, disposição, gana para vencer os seus jogos. Entrar em campo achando que vai vencer a partida a qualquer momento é sinal de fracasso. O time rubro-negro mostrou, nos minutos iniciais da partida, que havia aprendido a lição. Mostrou objetividade e disposição. Tanto que, em poucos minutos, criou várias chances de gols.


Mas, parece que o time rubro-negro se acha auto-suficiente. Diante de um time limitadíssimo, os jogadores rubro-negros parecem que se acham não ter limitações, deficiências. Como se fosse atropelar o adversário a qualquer momento. Mas bastou o Duque de Caxias apertar um pouco a marcação para os rubro-negros perderem a calma e errarem em demasia. Mesmo assim, o Leão conseguiu o gol aos 35 minutos, numa cabeçada de Ciro.


O gol de Ciro poderia ser algo positivo. Poderia dar tranquilidade para que o Sport conseguisse criar as chances de gol. Mas, no Sport, o efeito é contrário. O gol causou acomodação. O time voltou a errar passes e, pior, afrouxou a marcação. E a postura infantil ficou ainda mais evidente após a expulsão do Roberto Lopes, aos três minutos de jogo, após fazer falta em Zé Antônio. Mas o Sport não existiu em campo. Continuou apagado. E o técnico Toninho Cerezo tratou a situação mais complicada, sacando o atacante Nádson, escalando o meia Adriano Pimenta.


Como um castigo, logo após a mudança feita por Cerezo, Alexandro divide uma bola com César, cai e o árbitro marca pênalti. O próprio Alexandro bateu e empatou o jogo. A partir daquele momento, bateu o desespero no time rubro-negro. O Sport foi para cima com tudo, deixando a defesa totalmente desmantelada. Num desses contra-ataques, Dutra fez falta em André Luiz e é expulso. Na cobrança, Danilo Rios recebeu a bola e mandou para as redes.


Se a situação estava ruim, ficou pior. O Sport ficou totalmente desmantelado, não sabia mais o que fazer em campo. Partiu para o tudo ou nada, enquanto o Duque de Caxias mostrou garra, fechando-se na defesa e tentando aproveitar alguma brecha para contra-atacar. O Sport martelou, mas saiu de campo derrotado. Uma derrota que está doendo no torcedor rubro-negro. Afinal, a equipe pernambucana ainda patina na competição. E, até agora, não mostrou um horizonte promissor.


Vai ter que mudar da água para o vinho se quiser entrar na briga por uma das vagas na Série A no próximo ano.

Nenhum comentário: