quarta-feira, julho 14, 2010

Uruguai é recebido com muita festa em Montevidéu

Uruguai foi recebido com muita festa em Montevidéu
Uruguai foi recebido com muita festa

por ESPN.com.br com Agência GE


A carreata da seleção uruguaia pelas ruas de Montevidéu atraiu milhares de torcedores nesta terça-feira. Quarta colocada na Copa do Mundo da África do Sul, a equipe percorreu um trajeto de 28 quilômetros até chegar ao Palácio Legislativo, onde foi homenageada pelo presidente José Mujica.

No percurso por Montevidéu, os jogadores acenaram para uma multidão eufórica, que tremulava bandeiras uruguaias e exibia recortes no formato de mãos - em referência ao gesto do atacante Luis Suárez, que evitou um gol de Gana no final do segundo tempo da prorrogação com a mão e foi fundamental para a classificação às semifinais.

Diante de tanto assédio, o técnico Óscar Tábarez e a maioria de seus comandados ficaram pendurados nas janelas (muitos com câmeras fotográficas e filmadoras em punho) do ônibus para saudar o público. Já o atacante 'Loco' Abreu, do Botafogo, e o defensor Martín Cáceres preferiram subir em cima do veículo.

No Palácio Legislativo, o presidente José Mujica discursou com entusiasmo. "Nunca estivemos tão unidos, passando por cima de classes sociais e políticas. Vocês nos deram um exemplo de coragem e a esperança de sonhar", afirmou o governante, que distribuiu medalhas aos jogadores.

Já os ídolos se dirigiram à torcida uruguaia. "Agradeço ao povo, que nos apoiou e viveu tudo isso conosco. Foi algo realmente emocionante", disse o atacante Diego Forlán, eleito o melhor atleta do Mundial. "O prêmio que ganhei foi graças aos quatro anos de trabalho, com seriedade, humildade e respeito."

Capitão da equipe, o ex-são-paulino Diego Lugano se disse surpreso com a euforia da população. "Embora as pessoas comentassem a maneira como o Uruguai estava vivendo o Mundial, não imaginávamos tudo isso. Demos tudo pela camisa. Ficamos próximos da glória, mas não deu. Ainda assim, encontramos esse carinho todo", declarou o zagueiro.

Nenhum comentário: