sexta-feira, julho 16, 2010

Um dia para nunca mais

Copa do Mundo de 1950: Brasil 1 x 2 Uruguai

Foi assim em 1960, 1970, 1980, 1990, 2000… E agora em 2010.


O dia 16 de julho se tornou maldito para o futebol brasileiro. Não tem como fugir. É preciso encarar. Nesta sexta-feira, a maior derrota da Seleção completa 60 anos.


O trágico episódio tem até nome: Maracanazo.


Nunca uma seleção havia jogado pelo empate em uma final de Copa do Mundo. Nós jogamos. E o Brasil ainda vencia aquela final contra a Celeste diante de 200 mil pessoas, no maior público da história do futebol. Um recorde praticamente insuperável.


Mas o aguerrido vizinho austral virou o placar. A derrota por 2 x 1 silenciou o gigante.


O tempo foi o responsável pela superação do trauma em casa. Os cinco títulos mundiais que sucederam aquele episódio cicatrizaram a nossa grande dor.


Período suficiente para uma nova tentativa de festejar em casa, diante de sua torcida. O estádio Mário Filho será reformado para mais uma Copa do Mundo.


A licitação de R$ 720 milhões vai modernizar o velho Maraca, já confirmado como palco de mais uma grande final. A data da nova final ainda não foi confirmada.


No entanto, especula-se que a segunda decisão de uma Copa no Rio de Janeiro aconteça no segundo domingo de julho, no dia 13. Menos mal, pois não será no dia 16 de julho. Essa história está enterrada.


Ganhamos a chance de reescrevê-la. E no mesmo gramado.


Quem sabe a palavra Maracanazo não vira sinônimo de alegria…

Nenhum comentário: