terça-feira, julho 06, 2010

Tabu cai, e seleção europeia será campeã fora de casa pela primeira vez na história

por Julio Gomes, da Cidade do Cabo (África do Sul), para o ESPN.com.br


A vitória dramática da Holanda sobre o Uruguai e a consequente classificação para a final da Copa do Mundo quebra um tabu histórico. Até hoje, nunca uma seleção europeia ganhou um Mundial disputado fora do continente europeu. No dia 11 de julho, domingo, em Johanesburgo, a história muda quando ou Holanda ou Alemanha ou Espanha levantar a taça.

A Europa dava toda a pinta de um Mundial pífio na África do Sul, com fracassos de Itália e França na primeira fase e somente três seleções classificadas para as quartas de final, uma marca negativa histórica. A partir daí, no entanto, tudo deu certo. A Holanda ganhou do Brasil e do Uruguai para chegar à final com seis vitórias em seis partidas e uma invencibilidade de 25 jogos - a seleção laranja não perde desde 2008.

A Alemanha atropelou a Argentina, e a Espanha ganhou do Paraguai, agendando um duelo que repete a final europeia de dois anos atrás.

Antes do Mundial da África do Sul, oito edições tinham sido realizadas fora da Europa, todas com título de um país sul-americano. O Uruguai foi campeão em 1930, em casa, e em 1950, no Brasil. A seleção brasileira foi campeã em 62, no Chile, em 70, no México, em 94, nos EUA, e 2002, na Coreia do Sul e Japão. A Argentina ganhou os Mundiais de 78, em casa, e 86, no México.

O Brasil foi o único país não europeu a ganhar a Copa no velho continente, em 1958, na Suécia. Agora, no primeiro Mundial africano da história, o tabu cai para o lado dos países da Europa.

Nenhum comentário: