segunda-feira, julho 05, 2010

Solitário entre europeus, Uruguai tenta igualar feitos de Brasil e Argentina

por Thiago Arantes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br


O Uruguai é o intruso sul-americano nas semifinais da Copa. Cercada por europeus por todos os lados, a seleção bicampeã do mundo tentará igualar algo que apenas seus dois maiores rivais, Brasil e Argentina, conseguiram: entrar em uma semifinal como único representante de seu continente e vencer a Copa do Mundo.

Os brasileiros alcançaram o feito em 1958, 1994 e 2002. Na Copa da Suécia, os semifinalistas europeus eram os donos da casa, a França e a Alemanha Ocidental; nos Estados Unidos, os brasileiros estavam ilhados entre italianos, búlgaros e suecos; em 2002, foi a vez de chegar ao título em uma chave final com Alemanha, Turquia e Coreia do Sul.

Os argentinos também superaram o "isolamento" da semifinal uma vez, em 1986. Comandada por Maradona, a seleção chegou ao segundo título de sua história deixando a Alemanha em segundo lugar, a França em terceiro e a Bélgica na quarta colocação.

Para alcançar o mesmo feito, o Uruguai terá de passar pela Holanda, na semifinal, e depois encarar o vencedor do confronto entre Alemanha e Espanha na decisão.

Em seus dois longínquos títulos mundiais, os uruguais sempre tiveram a companhia de sul-americanos nas semifinais e venceram suas decisões contra rivais do continente. Em 1930, na primeira edição do evento, vitória por 4 a 2 sobre a Argentina. E em 1950, conquista histórica sobre o Brasil, em pleno Maracanã, por 2 a 1.

Nenhum comentário: