quarta-feira, julho 21, 2010

Sindicato dá razão a Felipe e pede reintegração imediata


Goleiro não tem sido escalado pelo técnico Mano Menezes

Goleiro não tem sido escalado pelo técnico Mano Menezes
Crédito da imagem: Agência Estado

por ESPN.com.br com Agência GE


Acionado pelos empresários do goleiro Felipe pelas acusações de assédio moral, o Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo deu razão ao jogador e notificou o Corinthians na tarde desta terça-feira, pedindo a reintegração imediata. O órgão aceitou o argumento apresentado, de que o ex-camisa 1 estaria sendo impedido de exercer função profissional.

Bruno Paiva, Marcelo Goldfarb e Marcelo Robalinho denunciaram a situação de seu cliente, que estaria proibido de treinar com bola, trabalhando na academia do Parque São Jorge em horário diferente do restante do elenco corintiano. Na manhã de segunda-feira, o trio não teve sucesso ao tentar acordo para rescisão contratual em reunião com o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez.

Em nota oficial, o clube desmentiu as acusações e garantiu respeitar a lei em sua decisão. O Sindicato dos Atletas, no entanto, entendeu que Felipe tem sido constrangido publicamente com seu afastamento e pediu "bom senso" para a "imediata reintegração". A situação de Felipe começou a se complicar na intermtemporada, quando ele pediu para ser negociado com o Genoa, da Itália.

O jogador chegou a se despedir de seus companheiros, mas um acordo não foi alcançado e ele acabou afastado. O Corinthians já contratou arqueiro substituto - o paraguaio Aldo Bobadilla - e Felipe, que já fez sete jogos pela equipe na Série A, só poderá atuar na Série B caso não consiga uma transferência internacional. O técnico Mano Menezes já demonstrou que não deve mais utilizar o ex-camisa 1.

O afastamento foi definido como "castigo" pelo Sindicato dos Atletas. "Após a necessária reintegração do atleta, nos prontificamos em intermediar um possível acordo, que é a primeira intenção do goleiro Felipe", diz ainda o comunicado. A briga jurídica entre as partes deve ficar ainda mais quente nos próximos dias.

Confira na íntegra o comunicado do Sindicato dos Atletas

Ao SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA
A/C da Presidência e/ou Departamento Jurídico

Em atenção a reclamação formulada pelo empregado LUIZ FELIPE VENTURA DOS SANTOS (conhecido como Felipe, goleiro), o Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo, vem, através da presente, notificá-los, nos seguintes termos:

Segundo relato do atleta ora representado, bem como o noticiado exaustivamente pela mídia especializada, V.Sas. vêm CONSTRANGENDO o atleta PUBLICAMENTE, diminuindo seu trabalho, determinando treinos isolados, sem qualquer preparação adequada, além da ausência de treinador específico para orientar sua função. Essas imposições são completamente incompatíveis com a posição que, hoje, o atleta ocupa perante o clube e o público.

O fato que frustrou a rescisão amigável do contrato de trabalho - há mais de 15 (quinze) dias - onde clube e atleta teriam benefícios significativos, jamais poderia ser motivo para se promover o ‘castigo' que, infelizmente, foi imposto.

Vale lembrar que todo Ordenamento Jurídico Brasileiro PROIBE, de forma veemente, QUALQUER ATO DISCRIMINATÓRIO contra qualquer cidadão. Nas relações de trabalho o rigor da Lei é ainda maior.

Pelo exposto, confiando no BOM SENSO de V.Sas., e, no intuito de evitar as MEDIDAS JUDICIAIS do estilo, serve a presente para requerer a IMEDIATA REINTEGRAÇÃO do goleiro Felipe ao elenco principal, para com ele treinar e participar de todas atividades, que, em verdade, são as compatíveis com a remuneração pactuada, bem como e principalmente, se considerado o prestígio que o atleta adquiriu ao longo do Contrato de Trabalho.

Após a necessária reintegração do atleta, nos prontificamos em intermediar um possível acordo, que é a primeira intenção do goleiro Felipe.

Nenhum comentário: