domingo, julho 18, 2010

Santa Cruz estreia com derrota na Série D, no Arruda

Goleiro tricolor Tutti caído, no primeiro tempo
Goleiro tricolor Tutti caído, no primeiro tempo
Foto: Guga Matos/JC Imagem

Do JC Online

Depois de quase um ano longe das competições, uma derrota. Na estreia do Santa Cruz na Série D do Campeonato Brasileiro, o Tricolor perdeu por 1x0 para o CSA, de Alagoas, jogando em casa, no Arruda, neste domingo à tarde, no Recife. O jogo teve público de quase 20 mil torcedores.

O Santa Cruz começou com disposição, tanto que logo ao primeiro minuto Victor Hugo cobrou falta. Aos 18, numa bela jogada, Jackson deu um chapéu em zagueiro alagoano, porém mandou a bola para fora, batendo na trave. Apesar das investidas do Tricolor, nenhum lance se converteu em gol, mas merece destaque as boas jogadas do jovem meia Victor Hugo que, aos 28, dribou o CSA e mandou para Brasão - esse, porém, chutou para longe -, e aos 34, deu um belo lance para Osmar.

Mas, se não houve gols no primeiro tempo, houve muito, isto sim, cartões amarelos. Foram nada menos que oito e até para quem estava no banco: Jonantan, do CSA. Ele recebeu o cartão em meio à enxurrada dada já nos acréscimos da etapa, aos 48, quando o juiz, numa confusão que envolveu um bate-boca entre pernambucanos e alagoanos depois que o goleiro Tutti foi machucado na cabeça por Catanha. Nesse momento, foram assinalados cartões para Jackson, do Santa, e Catanha e Serginho, do CSA.


A pancada em Tutti se refletiu no segundo tempo: com tontura, o goleiro não voltou para o jogo, dando lugar a Darci. E novamente o Santa começou bem, com Victor Hugo cruzando para chute de Jackson, que mandou para fora. Aos 7 minutos, o CSA desperdiçou uma boa chance de abrir o marcador: Catanha chutou para longe quando estava sozinho diante do gol depois de receber cruzamento de Celso.

Logo depois, de longe, Gilberto Matuto, que havia entrado segundos antes no lugar de Jadilson, animou a torcida coral mandando uma bomba, que ficou na trave. Outro bom momento do Tricolor foi aos 31, quando Brasão chutou a bola para o travessão. Apesar das tentativas do Santa, foi o CSA que conseguiu marcar: aos 41, num contra-ataque, Felipe lançou para Everlan selar a vitória alagoana.

Na próxima rodada, o Santa Cruz jogará fora de casa, enfrentando o Potiguar domingo (25), às 17h, no Leonardo Nogueira. Uma hora antes, o CSA receberá o Confiança no Rei Pelé.

CRAQUE - Pela votação dos internautas do JC Online no Placar Virtual, Victor Hugo, do Santa, foi o craque da partida. Em segundo, na votação, ficou Brasão, também do Tricolor. Everlan, autor do único gol da partida, foi o terceiro mais votado.

Ficha do jogo

Santa Cruz
Tutti (Darci), Osmar, Luiz Eduardo, Menezes, Evandro (Élvis), Paulo César, Dedé, Victor Hugo, Brasão, Jackson e Jadilson (Gilberto Matuto)

CSA
Anderson Paraíba, Celso (Felipe Heleno), Labamba, Sinval, Anderson, Paulinho, Serginho, Lau, Everlan, Catanha (Jonantan) e Alysson (Madson)

Gol: Everlan (41 do 2T)
Cartões amarelos:
Osmar (32 do 1T), Evandro (39 do 1T), Jackson (48do 1T), Luiz Eduardo (30 do 2T), Menezes (4 do 2T), pelo Santa Cruz.
Anderson (8 do 1T), Sinval (41 do 1T), Serginho (48 do 1T), Catanha (48 do 1T), Jonantan (50 do 1T), Labamba (32 do 2T), Felipe Heleno (44 do 2T), pelo CSA.
Público total: 19.706
Renda: R$ 179.450
Estádio: Arruda
Árbitro: Jailson Machado Freire (BA)
Assistentes: Griselildo de Souza Dantas e Márcio Freire Lopes, ambos da Paraíba

Nenhum comentário: