quarta-feira, julho 14, 2010

Salários atrasados geram polêmica no Arruda

Mesmo chateados, jogadores garantem que nada vai atrapalhar desempenho da equipe na Série D

Celso Ishigami - Diario de Pernambuco


O discurso parece ensaiado. Questionados a respeito do atraso de dois meses no salário do elenco, os jogadores do Santa Cruz apenas garantem que não deixarão nada interferir no desempenho do grupo dentro de campo. Na prática, a situação não é tão simples. Algumas lideranças do elenco têm se reunido com os dirigentes do clube para cobrar o pagamento, e o próprio técnico Dado Cavalcanti não esconde que a situação atrapalha o seu trabalho.

Para se ter uma ideia, o atacante Brasão, artilheiro do time no Campeonato do Nordeste encontrou uma maneira criativa de cobrar o que lhe é devido. O atleta colocou uma placa com os dizeres “vende-se urgente” em seu carro, e estacionou em frente à sala de entrevistas, como uma forma de protesto. “Realmente, foi uma forma de cobrar, mas já conversamos com alguns diretores, que garantiram que a situação será resolvida em breve”, confirmou. “De qualquer forma, é melhor cobrar, do que ser cobrado”, completou, garantindo que o comprometimento será o mesmo.

Outro que foi procurado pela imprensa foi o goleiro Tutti, que recusou-se a comentar sobre a polêmica. “Não falo sobre esse assunto porque não quero que ninguém associe o nosso resultado dentro de campo à questão salarial”, pontuou. O meia Jackson, por sua vez, revelou que o problema pode estar longe de ser resolvido. “Os outros jogadores vêm me procurar, por conta da minha experiência. Algumas vezes, até evito falar o que os diretores me falaram, porque a resposta não iria agradar.”

Nenhum comentário: