segunda-feira, julho 12, 2010

Presidente da Fifa: "Não houve nem um só alarme sobre trapaças"

http://blogdobarra.files.wordpress.com/2009/10/blatter1.jpg

por ESPN.com.br com Agência EFE


O presidente da Fifa, Joseph Blatter, assegurou que, ao contrário das suspeitas que houve antes da competição, durante a Copa do Mundo da África do Sul "não aconteceu nem uma só alarme sobre trapaças em partidas no sistema controlado pela Interpol".

O dirigente suíço rebateu as críticas à organização do Mundial da África do Sul e disse que tinha sido um evento "verdadeiramente especial", em declarações à BBC.

"Cada Mundial tem sua própria história e sua própria cultura. Foi uma Copa do Mundo em um novo continente, com uma cultura diferente, e é preciso analisá-lo em diferentes níveis. Se formos olhar para o entusiasmo na África do Sul e para as audiências de televisão no mundo todo, foi um Mundial especial e muito emotivo", afirmou.

A respeito dos assentos vazios que foram vistos em quase todos os jogos, Blatter comentou: "Com efeito, tivemos assentos vazios, mas não estádios vazios. Não se pode esquecer que 95% das entradas foram vendidas. As ausências mais significativas corresponderam aos assentos de convidados".

Blatter atribuiu, em parte, a frouxa atuação das equipes africanas à mudança de técnico a poucas semanas do começo do Mundial. "Não se pode comandar um time nacional quando muda o treinador responsável dois ou três meses antes da competição", explicou.

"Isto ocorreu em duas ou três Federações (Costa do Marfim, África do Sul e Nigéria)", assinalou, "e em tais circunstâncias teria sido um milagre que se classificassem".

Nenhum comentário: