quinta-feira, julho 08, 2010

O novo homem de confiança de Gallo


Rodolfo Bourbon - DP


Confiança do torcedor, da comissão técnica, do elenco e da diretoria. Disciplina. Facilidade para se comunicar. Persuasão. Rendimento de alto nível. Garra. Atitude. Virtudes, a priori, remetidas ao capitão. De Carlinhos Bala, dispensado justamente sob a alegação de indisciplina, a faixa alvirrubra passou para Glédson. Inegavelmente, o símbolo da representação do clube está em braço melhor. Contra o ASA, próxima terça-feira, é o camisa 1 timbu quem, pela primeira vez, participa do tradicional cara ou coroa nesta Série B. Mais ainda: torna-se o maior responsável por liderar o time em campo.

Glédson minimiza a condição. "É um mero símbolo. Uma simples faixa não define o comportamento. Com luta e entrega, cada um possui condições de ser o capitão", opinou, com discurso de quem nunca precisou da braçadeira para liderar e instruir os companheiros de equipe. Para o arqueiro timbu, a diferença se resume mais ao extracampo. "A pessoa vira o elo do elenco com a comissão técnica e a diretoria. Passa a ser referência e ter mais influência, principalmente com os novos jogadores", acrescentou o goleiro.

Ausente do treino da última terça-feira, após pedir liberação para tratar de assuntos pessoais, Glédson retomou, ontem, as atividades. O pensamento voltado ao próximo jogo levou os jogadores a treinarem debaixo de forte chuva e durante a semifinal entre Alemanha e Espanha. Parecia até castigo. Mas nada de fazer cara feia. Até porque, chegou ao fim o regime de concentração, onde o plantel passou 11 dias "confinados" à base do esquema hotel-CT, CT-hotel.

Sobre a decisão de Alexandre Gallo em poupar o time principal do duelo contra o Santa Cruz, próximo sábado, para focar o Campeonato Brasileiro em detrimento do Nordestão, Glédson deu total apoio. "Jogar dá mais ritmo ao atleta. Clássico, no entanto, é muito disputado. É jogo de bastante pegada. Torna-se arriscado, principalmente, com a curta distância para a partida da Série B", concluiu o goleiro.

Nordestão - Mesmo bastante desfalcado, o Náutico conseguiu arrancar a primeira vitória fora de casa no Campeonato do Nordeste sobre o Fluminense/BA, por 2 x 0, ontem à noite, em Feira de Santana, na Bahia. Os gols alvirrubros foram marcados pelos garotos Emanuel e Erick. O Náutico foi a campo com um time cheio de garotos, mas jogou melhor e mereceu a vitória, diante de um fraco oponente.

Nenhum comentário: