sexta-feira, julho 09, 2010

Lula 'corneta' seleção e cobra de Ricardo Teixeira o título de 2014

http://cacioblank.files.wordpress.com/2009/08/lula.jpg

por Thiago Arantes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva protagonizou momentos de gargalhadas coletivas em Johanesburgo, nesta sexta-feira. Durante apresentação dos vídeos promocionais da Embratur para a Copa do Mundo de 2014, ele fez um discurso improvisado e, como de hábito, falou sobre futebol. Aí, sobrou para a seleção brasileira e para o presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

"Em 2013 vamos receber a Copa das Confederações. É aquela que o Brasil sempre ganha para enganar a gente", disse Lula, ao elencar quais serão os eventos que acontecerão no país nos próximos anos, durante a preparação para a Copa do Mundo. Em outro momento do discurso, o presidente voltou a alfinetar a equipe comandada por Dunga. "Já falei mais hoje do que a seleção jogou nesta Copa."

Ao falar sobre o fluxo de turistas para o país - o tema principal do evento - Lula voltou a mencionar o futebol. "Queremos que povos do mundo todo venham para o Brasil. Mas, claro, já sabemos que o campeão está garantido. Nós vamos ganhar, né Teixeira? Pelo menos isso... Senão minha autoestima vai lá para baixo", afirmou o presidente, dirigindo-se ao presidente da CBF.

Lula também arrancou risadas ao contar a história de quando foi à reinauguração do Estádio de Wembley, em Londres. "Os ingleses chutavam a bola e saíam tufos de grama. Isso não pode acontecer no Brasil", afirmou, logo depois de dizer que os estádios precisam ficar prontos com antecedência, para evitar problemas com os gramados.

Lula confirma que não assistirá a final da Copa em Johanesburgo


por ESPN.com.br com Agência AFP


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou nesta sexta-feira que não irá acompanhar a final da Copa do Mundo da África do Sul, no próximo domingo, por causa dos problemas com as enchentes no nordeste brasileiro.

"Já estou fora do país há dez dias. Tenho problemas grandes no Brasil que tenho acompanhado só por telefone, como as enchentes em Alagoas e Pernambuco, além de outras coisas. Já expliquei ao presidente Jacob Zuma que tenho que voltar", disse o presidente em entrevista coletiva nesta sexta.

"Convidei meu irmão para estar aqui na final, mas ele explicou que não pode. Tenho que dizer que faria o mesmo se estivesse na mesma posição", afirmou Zuma sobre a recusa de Lula para assistir à final entre Holanda e Espanha.

Lula também agradeceu ao convite do presidente sul-africano Jacob Zuma e elogiou a realização do Mundial no continente africano. Antes de voltar ao País, Lula ainda vai discutir no sábado detalhes da Copa do Mundo de 2014, que será realizado no Brasil, com o presidente da Fifa Joseph Blatter.


Lula comete gafes e cria saia-justa para citar diversidade racial da seleção brasileira

por Thiago Arantes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br


Era para ser apenas um elogio à diversidade racial da seleção brasileira. Mas o trecho do discurso em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou falar da miscigenação do país virou uma coletânea de piadas, que acabou incluíndo gafes, erros de informação e frases politicamente incorretas, que provocaram risos, mas também constrangimento em parte da plateia.

"Você olha para a seleção da Alemanha e só vê alemães, com exceção do Cacau, que é brasileiro", disse Lula, no início do discurso. "Você olha para o Japão e só vê japonês. Tem até um brasileiro, o Paulo Tanaka, que outro dia marcou um gol contra e um a favor, mas é japonês também", disse Lula. Acontece que a seleção alemã nunca foi tão internacional - tem jogadores de Gana, Polônia, descedentes de turcos e tunisianos. E o brasileiro que joga pelo Japão é Marcos Túlio Tanaka.

Inspirado e na base do improviso, Lula continuou. "A Coreia do Sul e a Coreia do Norte... é tudo igual. A diferença é que uma é mais feliz que a outra", disse, antes de fazer um comentário maldoso sobre o choro do atacante Jong Tae-se, durante o hino nacional antes da partida contra o Brasil. "Acho que o rapaz chorou porque estava com medo de voltar para casa", afirmou o presidente.

Ao falar sobre a predominância de brancos nas seleções europeias, Lula escorregou mais uma vez. "Estava vendo um jogo da Itália. A Itália jogou com a Sérvia? Acho que foi Itália e Croácia. Não tinha um negro em campo, nem no banco de reservas", disse. Os italianos jogaram contra a Eslováquia - a seleção croata nem se classificou para o Mundial.

Toda a série de exemplos precedeu uma constatação do presidente. "A seleção brasileira tem gente de todo jeito. O Brasil tem uma mistura de negros e índios, que gerou caras bonitos como eu."

Apesar dos erros de informação e das frases fora do script, Lula foi muito aplaudido por todos os presentes no auditório do Sandton Convention Center, em Johanesburgo. Um jornalista inglês, empolgado com o carisma e a oratória do presidente, perguntava a colegas brasileiros durante o discurso: "Ele é sempre assim?"

Nenhum comentário: