domingo, julho 04, 2010

Klose vê Espanha mais forte que Argentina e Inglaterra, mas diz que Paraguai mostrou fraquezas do rival

Atacante vem liderando o ataque germânico
Atacante vem liderando o ataque germânico
Crédito da imagem: AFP
por Rubens Pozzi, de Pretória (África do Sul), para o ESPN.com.br


O atacante alemão Miroslav Klose qualifica a seleção espanhola, adversária nas semifinais da Copa do Mundo, como a equipe mais dura que os germânicos enfrentaram na competição. Entretanto, o ‘matador’ diz que no jogo desse sábado pelas quartas de final, o Paraguai mostrou fraquezas da ‘Fúria’.

“A Espanha é um adversário mais forte do que a Inglaterra e a Argentina – rivais anteriores. Mas no jogo de ontem o Paraguai nos mostrou que a Espanha não é invencível. Eles tiveram chance de ganhar o jogo e eliminar a Espanha. Não aconteceu por detalhes”, comentou sobre a vitória por 1 a 0 em entrevista coletiva neste domingo.

Mentor

Com 100 partidas disputadas pela Alemanha e 52 gols marcados, Klose é uma espécie de conselheiro da equipe, que conta com um bom número de atletas jovens, como o goleiro Neuer e os meias Khedira, Özil e Müller. Ele admite que faz mesmo o papel de mentor dentro de campo.

“É um time novo, que quer ganhar. Mas quando vejo que eles estão perdendo um pouco a concentração e o foco, eu sempre tento conversar para manter esse ambiente e essa vontade que temos agora”, diz o jogador, que na reta final do Mundial conta com a ajuda de um outro veterano para guiar os meninos.

Michael Ballack, cortado pouco antes do torneio na África do Sul por lesão, viajou para o país para acompanhar as próximas partidas com seus companheiros. “Faço academia e uma parte do treino com ele. Está sendo legal conviver com o Ballack esses dias. É um cara que todo mundo respeita e só veio para fortalecer o grupo.”

Nenhum comentário: