quarta-feira, julho 14, 2010

Jogando mal, América arranca empate no fim do jogo

Coelho não foi o mesmo das sete primeiras rodadas, mas conquistou um ponto fora de casa

FOTO: PEDRO LADEIRA/JORNAL DO BRASIL
O América conseguiu um empate aos 45 minutos do segundo tempo na noite desta terça-feira em Brasília, contra o Brasiliense. Jandson marcou o gol que garantiu um ponto ao time mineiro que esteve longe das boas atuações que apresentou antes da pausa da Série B.

O Jacaré entrou em campo com uma camisa diferente, homenageando o dia do rock, comemorado nesta data. Com desenhos de caveiras e outras coisas mais, a vestimenta, que parecia mais um abadá, parece ter assustado o Coelho, que deu muitos espaços e não mereceu o empate.


Com o resultado, a equipe mineira foi a 15 pontos e perdeu a vice-liderança da competição. Já os donos da casa chegaram a 11 pontos.


O jogo


Logo no primeiro lance de jogo o Brasiliense mostrou que não estava em campo para brincadeira. Na saída de bola, Ruy recebeu na entrada da área sozinho e, na frente de Flávio, chutou para fora. A jogada assustou o América, que teve dificuldades para sair para o jogo durante todo o primeiro tempo e foi pressionado na maior parte da metade inicial.


O time da casa encontrava facilidade para avançar entre a defesa americana. Mesmo com três zagueiros, a marcação deixava muitos buracos, sobretudo pelo lado esquerdo, onde Ruy tinha muita liberdade e chegava com perigo.


E foi justamente pela direita que saiu o gol do Brasiliense. Após Fábio Junior perder uma chance clara de marcar, o Jacaré saiu no contra-ataque e Cicinho fez o cruzamento pela lateral. Aloísio, no primeiro pau, desviou de cabeça e a bola encobriu Flávio.



Mesmo após o gol, o Coelho continuou sem criatividade e com dificuldades de sair para o jogo. Fábio Junior estava apagado em campo e Thiago Silvy era quem tentava puxar algum contra-ataque, mas sem grande produtividade.


No intervalo, a fala do estreante Marcos Rocha resumiu o desempenho do Coelho: "Péssimo, péssimo, péssimo... O time está achando que vai ganhar na hora que quiser. Não é assim não!", reclamou.


No segundo tempo o América voltou um pouco melhor, porém a melhora foi vista apenas na marcação, pois a criação continuou inexistente. Sem um meio campo que impusesse o ritmo de jogo, o América permitia que o adversário ficasse com maior posse de bola.


Na frente no placar, o Jacaré gostava do ritmo de jogo. Além de não ser ameaçado, conseguia jogar no campo de ataque aguardando o erro do adversário.


Mauro Fernandes ainda tentou colocar o time mais para frente com a entrada de Jandson, mas os três atacantes do Coelho seguiam isolados sem um armador que levasse a bola até eles. Para piorar a situação, Flávio sentiu uma lesão na panturrilha e teve de ser substituído por Gléguer.


Mesmo jogando mal, o América conseguiu chegar ao empate, após cruzamento de Marcos Rocha. Fábio Junior escorou de cabeça e Jandson cabeceou para as redes. Porém, o árbitro marcou um impedimento duvidoso no lance, o que gerou reclamação geral dos americanos.


Apesar de continuar sem oferecer perigo, o Coelho foi premiado aos 45 minutos. Marcos Rocha cobrou escanteio da direita, Jandson subiu sozinho na pequena área e cabeceou para o fundo do gol.



Nos acréscimos ainda deu tempo de Thiaguinho cometer falta em Rodrigo e agredí-lo enquanto estava no chão. O árbitro viu e deu cartão vermelho para o meia do Brasiliense.


O América volta a campo no próximo sábado, às 16h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, contra o Náutico.

Nenhum comentário: