quinta-feira, julho 15, 2010

"Era uma bomba-relógio esperando para explodir", diz Anelka sobre seleção francesa

Anelka xingou Domenech e foi expulso da delegação francesa na  África do Sul

Anelka xingou Domenech e foi expulso da delegação francesa na África do Sul
Crédito da imagem: AFP

por ESPN.com.br com AFP


O atacante Nicolas Anelka finalmente resolver falar, mas não tudo, sobre os acontecimentos envolvendo a seleção francesa na África do Sul. O jogador do Chelsea foi expulso depois de discutir e xingar o técnico Raymond Domenech no intervalo da segunda partida da equipe na Copa do Mundo contra o México, o que causou revolta dos outros jogadores, que se mostraram contra a decisão.

"Se não tivesse sido eu para trazer tudo a tona, teria sido qualquer outro. Era uma bomba-relógio esperando para explodir", disse Anelka ao jornal francês France-Soir. "Todos, e eu realmente quero dizer todos, eram como um. Se existiam alguns jogadores insatisfeitos, deixemos eles falarem agora. Mas estou 100% certo de que ninguém queria isso", explicou.

Ele também não poupou críticas ao ex-lateral esquerdo e campeão mundial em 1998 Bixente Lizarazu, atualmente comentarista e que bateu forte na seleção francesa durante a Copa do Mundo: "Quando você foi um jogador, você tem que ter algum respeito. Lizarazu, quem é ele? Ele é apenas um ex-jogador pouco reconhecido que está atirando para todos os lados."

O então capitão da França, Patrice Evra, acusou o preparador físico de ser o "dedo-duro" dos xingamentos de Anelka a Domenech, publicados pelo jornal esportivo L'Èquipe, e os jogadores se recusaram até a participar de um treinamento aberto da Fifa. A situação foi tão grave que o presidente da federação de futebol local pediu demissão depois dos acontecimentos.

Nenhum comentário: