terça-feira, julho 20, 2010

Empresários de Felipe entram com recurso para rescindir contrato com o Corinthians

http://ednene.files.wordpress.com/2008/11/felipe.jpg

por ESPN.com.br


O staff do goleiro Felipe divulgou nota oficial nesta terça-feira no qual revelou que entrou com um recurso no Sindicato dos Atletas Profissionais contra o Corinthians por "assédio moral".

No comunicado, assinado por Bruno Paiva, Marcelo Goldfarb e Marcelo Robalinho, eles afirmam que tentaram chegar a um acordo com o presidente do clube alvinegro, Andrés Sanchez, para a rescisão contratual do jogador, mas que o dirigente não aceitou.

Felipe, há três anos no time de Parque São Jorge, está afastado dos treinamentos do Corinthians desde 12 de julho, logo depois do Genoa desistir de sua contratação. Ele chegou a tomar uma bronca de Andrés quando este estava na África do Sul chefiando a seleção brasileira. Desde então, ele faz trabalhos na academia de musculação do clube, sem a presença dos outros jogadores.

Veja abaixo a nota na íntegra

Servimo-nos, mais uma vez, do presente para informar que: na manhã da Segunda-Feira, dia 19 de Julho, nos reunimos com o Sport Club Corinthians Paulista, para amigavelmente junto ao presidente Andres Sanches, acertar a rescisão de contrato do Felipe, uma vez que o atleta está, claramente, sendo vítima de assédio moral em seu trabalho.

Felipe está publicamente fora dos planos da comissão técnica para a disputa da sequência do Campeonato Brasileiro da Série A, sendo obrigado pelo clube a treinar em horário separado dos demais atletas, e sem ter acesso ao campo de treino. Felipe está ainda longe das orientações de um treinador especializado em sua posição, impedido de realizar trabalhos com bola, sendo autorizado única e exclusivamente a fazer musculação na academia.

Entretanto, mesmo diante de todos estes fatores, e de vários outros que configuram a inexistência de condições adequadas para que Felipe exerça dignamente sua profissão, o Corinthians não aceitou qualquer tipo de acordo conosco.

Com isso, nesta Terça-Feira, nos vimos obrigados a recorrer ao sindicato dos atletas para denunciar tais humilhações as quais o trabalhador vem sendo submetido.

Mantendo nosso respeito ao tamanho da instituição e procurando minimizar a repercussão que sempre causa o nome de Felipe, deixamos claro que continuaremos nos pronunciando somente de forma oficial e quando fatos novos surgirem. E que, por enquanto, nosso atleta continuará em silêncio, até julgarmos oportuno que ele se pronuncie.

Sem mais para o momento,

Bruno Paiva
Marcelo Goldfarb
Marcelo Robalinho

Nenhum comentário: