sexta-feira, julho 16, 2010

Central ainda não definiu quem será o dono da camisa mais cobiçada

Foto anterior
Reprodução/TV Globo
O Central estreia na Série D. Para encarar o Fluminense de Feira de Santana, o time alvinegro está prontinho. Mas ainda falta definir quem será o dono da camisa mais cobiçada.

A camisa 10 exerce um fascínio no país do futebol. “A gente procura sempre aquele jogador mais habilidoso para vestir essa camisa e ele se destaque”, explicou o técnico do Central Adelmo Soares.

Reprodução TV
Às vésperas da estreia, o comandante vive um dilema: quem escalar com a 10. Ele tem cinco opções. Naldinho disputou o Pernambucano pelo Porto. A favor dele, juventude e velocidade. Raul Diogo vem treinando no time titular e é o favorito para conquistar a vaga. “O importante é estar no meio do grupo, independente da camisa que esteja. Seja qual for, eu vou procurar dar o meu melhor para ajudar a equipe”, falou o meio-campo Raul Diogo.

As opções continuam com os jogares que estão treinando na reserva, como Chininho, que fez três gols no amistoso contra o Riacho das Almas, partida que terminou em sete a zero. Tem também dois meias que vieram do Ypiranga: Ila e Fagner. “A briga está boa. Eu estou à disposição dele para fazer o meu trabalho”, disse Fagner.

Neste sábado (16), o mistério termina. O jogo é às 16h, no Lacerdão, em Caruaru.

Nenhum comentário: