terça-feira, julho 06, 2010

Antes de enfrentar o Uruguai, Van Persie perdoa Felipe Mello

por redação da revista ESPN


Os holandeses estão confiantes. Mais até do que gostaria o técnico Bert van Marwijk, que tem feito o que pode para controlar a empolgação do grupo. Não vem sendo fácil. Os atletas sabem que o título está perto e não admitem qualquer espécie de distração nesse momento.

Para isso, deixam de lado até mesmo possíveis brigas pessoais. Em entrevista ao “Estado de S. Paulo”, o atacante Robin van Persie assegurou que as guerras de egos que marcaram a equipe em outras Copas não atrapalharão dessa vez.

“Viemos para ser campeões e nada vai nos afastar desse objetivo. A vitória sobre o Brasil será um oxigênio fundamental em nossas aspirações. A motivação agora é muito grande. Ganhamos do Brasil. Qualquer coisa pode acontecer. Viemos para vencer e estamos mostrando isso”, afirmou.

Nas semifinais, Van Persie terá mais uma chance para desencantar. O atacante reconhece que está devendo. No jogo contra o Brasil, ele passou em branco mais uma vez. Não foi a marcação brasileira que o assustou, garante.

“O Brasil não foi violento. A expulsão de Felipe Melo foi normal e o lance poderia ter ocorrido em qualquer jogo e com qualquer seleção. O que aconteceu é que o Brasil jogou duro, como vinha sendo seu estilo nesta Copa”, disse.

Nenhum comentário: