domingo, julho 04, 2010

Andrés Sanchez desconversa sobre Mano na seleção brasileira

http://farm4.static.flickr.com/3088/3173904926_8ccafcf8cd.jpg

por ESPN.com.br com Agência GE


Andrés Sanchez desembarcou no Brasil na madrugada deste domingo. Diferentemente dos jogadores da seleção brasileira, no entanto, colocou as suas bagagens sobre um carrinho e enfrentou os cerca de 250 torcedores que estavam no saguão do Aeroporto de Guarulhos. Falou até sobre uma das opções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para substituir o técnico Dunga: Mano Menezes.

"O Mano é o técnico do Corinthians e tem contrato até o final de 2011", esbravejou Sanchez, com a propriedade de quem é o presidente corintiano e foi o chefe da delegação do Brasil na Copa do Mundo da África do Sul. "Não tem nenhuma cláusula no contrato do Mano sobre seleção, mas dificilmente alguém deixaria de atender a esse pedido", ponderou o dirigente.

Por enquanto, o nome de Mano é apenas um entre os muitos especulados para assumir o comando da seleção brasileira. O também gaúcho Luiz Felipe Scolari, que acertou recentemente com o Palmeiras, e o pouco experiente Leonardo, demitido pelo Milan, são outros treinadores cotados a suceder Dunga.

"Até agora, não houve discussão nenhuma sobre isso. O presidente Ricardo Teixeira voltará da África do Sul nos próximos dias e vai definir o novo técnico rapidamente, até porque o Brasil fará um amistoso com os Estados Unidos já em agosto", lembrou Andrés Sanchez.

Fisioterapeuta da seleção defende técnico Dunga

por ESPN.com.br com Agência GE


A delegação que participou da Copa do Mundo da África do Sul retornou ao Brasil na madrugada deste domingo. O voo fez escala no Rio de Janeiro e chegou em Guarulhos às 4h40 (de Brasília), com o fisioterapeuta Luiz Alberto Rosan defendendo o trabalho do técnico Dunga.

"O trabalho do Dunga deveria ser mais prestigiado", declarou Rosan, que também atua no São Paulo. Diferentemente dos jogadores e da comissão técnica, ele não usou uma saída alternativa para deixar o aeroporto. Assim como Andrés Sanchez, presidente do Corinthians e chefe da delegação na África do Sul.

Eliminado nas quartas de final da Copa do Mundo pela Holanda, o próprio Dunga anunciou sua saída do cargo logo depois da partida, realizada na última sexta-feira. De acordo com o supervisor Américo Faria, a CBF não tem pressa para definir o novo treinador.

Os mais cotados para o cargo são Luiz Felipe Scolari, campeão mundial em 2002 e contratado pelo Palmeiras, Mano Menezes, desde 2008 no Corinthians, e o ex-lateral Leonardo, demitido pelo Milan. O próximo compromisso da seleção é contra os Estados Unidos, em Nova Jersey, no próximo dia 11 de agosto.

Aproximadamente 250 torcedores aguardavam pela chegada da delegação brasileira na madrugada deste domingo. O clima entre os fãs era de tranquilidade, mas os jogadores e demais membros da comissão técnica preferiram não passar pelo saguão do aeroporto.

Nenhum comentário: