sexta-feira, julho 02, 2010

Alvo de desconfiança, Felipe Melo vai de herói a vilão em pouco mais de uma hora

undefined

por Julio Gomes, de Porto Elizabeth (África do Sul), para o ESPN.com.br


Ele era duvida até pouco antes do jogo. Com ele em campo, o Brasil nunca havia perdido em 21 partidas. Como poucos esperavam, Felipe Melo ia se tornando o herói da seleção no jogo contra a Holanda. Como muitos esperavam, acabou como o grande vilão.

Com 9 minutos do primeiro tempo, o volante deu um passe magistral para Robinho fazer o primeiro. E foi um dos grandes nomes da ótima primeira etapa brasileira. No segundo tempo, a coisa comecou a ir por água abaixo quando Júlio César saiu mal do gol, se atrapalhou com Felipe Melo, que tocou para trás para dentro da própria meta.

Aos 23, a virada com gol de Sneijder, cabeceando dentro da área, livre, a um metro de distância de Felipe Melo. Cinco minutos depois, quando as coisas já estavam suficientemente complicadas para o time Dunga, o volante da Fiorentina chutou Robben duas vezes no chão antes de pisar o adversário. Foi expulso.

Brasil eliminado e Felipe Melo expulso por uma agressão a um rival. Antes do início da competição na África do Sul, o volante já era alvo de desconfiança pelo seu nervosismo em campo. O jogador já havia dado mostras de que poderia se descontrolar em jogos pelo seu clube, a Juventus, e até pelo Brasil.

E aconteceu de novo nesta sexta-feira. Depois de uma ótima primeira etapa e de boas atuações nas partidas anteriores, Felipe Melo se despede do Mundial de forma indesejada.

Nenhum comentário: