quarta-feira, junho 16, 2010

Técnico uruguaio compara vuvuzelas com barulho de um Maracanã lotado


por ESPN.com.br com Agência AFP


O treinador Oscar Tabárez inovou nos adjetivos dados às famosas vuvuzelas e comparou a dificuldade de comunicação nos estádios sul-africanos com a que ele encontra quando enfrenta um Maracanã lotado.


“A comunicação é impossível mesmo no aquecimento porque o barulho é enorme. Isto é inédito nas Copas, mas quando jogamos em La Bombonera ou no Maracanã também não conseguimos ouvir nada. Temos que nos adaptar a essas condições, e temos a linguagem corporal como alternativa”, afirmou Tabárez. “O barulho atrapalha a todos da mesma forma”.


Após estrear com um empate sem gols contra a França, o Uruguai vai pegar os anfitriões sul-africanos nesta terça, abrindo a segunda rodada da competição. Sem vencer a algum tempo em Copas, a pressão sobre os uruguaios cresceu, mas Tabárez minimizou o fato.


“Até se pode falar em pressão para uma vitória, mas isso não pode ser excessivo. Isso não pode atrapalhar os jogadores, e posso garantir que estamos tranqüilos para esta segunda partida. Nos sentimos em condições de quebrar este tabu”, afirmou o treinador.

Nenhum comentário: