quarta-feira, junho 02, 2010

Seleção de Dunga desagrada imprensa mundial

Imprensa internacional chama de pobre a atuação da Seleção contra Zimbábue

Na Espanha, Kaká e Luis Fabiano são criticados pela participação discreta

A apresentação da seleção brasileira contra o Zimbábue, nesta quarta-feira, no penúltimo amistoso antes da estreia na Copa do Mundo da África do Sul, ganhou destaque em vários países. A imprensa internacional considerou a atuação na vitória por 3 a 0 como pouco empolgante.


O diário argentino “Olé”, por exemplo, preferiu destacar o valor que a CBF teria recebido para que o time de Dunga disputasse a partida. No site do jornal, o texto sobre o confronto aponta que o Brasil não precisou suar a camisa num amistoso que rendeu U$S 1,8 milhão para a entidade máxima do futebol brasileiro.


Segundo nota publicada pelo diário francês “L’Equipe”, semana passada, o Brasil ganharia € 5 milhões (cerca de R$ 11,2 milhões) para enfrentar o Zimbábue e a Tanzânia (na próxima segunda-feira).


Na Espanha, Kaká e Luis Fabiano foram criticados pelo “Marca”. Na versão do diário na internet, o meia do Real Madrid e o atacante do Sevilla foram considerados “muitos discretos”. Ressaltou ainda que o Brasil esteve apagado e que o jogo pobre apresentado no amistoso deixou muitas dúvidas para a estreia no Mundial, dia 15, contra o Coreia do Norte.


O jornal italiano “La Gazzeta dello Sport” seguiu a mesma linha. Classificou a seleção brasileira como pouco brilhante e citou que a saída do goleiro Julio César, aos 25 minutos do primeiro tempo, gerou certa preocupação na comissão técnica de Dunga.


Os portugueses da rede de televisão "RTP “ encorparam a crítica de espanhóis e italianos. Disseram que a exibição dos titulares de Dunga contra o Zimbábue foi pobre.


O Brasil volta a jogar na próxima segunda-feira, às 12h (de Brasília), contra a Tanzânia. Será o último teste para a estreia na Copa.

Nenhum comentário: