domingo, junho 20, 2010

Paraguai ganha bem da Eslováquia e se aproxima de vaga nas oitavas de final

http://contenti1.espn.com.br/foto/grande/0_e4bc666c-771d-3ec2-8166-697b8088427b.jpg


por ESPN.com.br

O Paraguai conquistou uma boa vitória por 2 a 0 sobre a Eslováquia, neste domingo, pela segunda rodada do grupo F da Copa do Mundo, e está próximo de alcançar a vaga nas oitavas de final.


Os gols que garantiram os três pontos à Albirroja no Estádio Free State, em Bloemfontein, foram marcados por Vera, aos 26 minutos do primeiro tempo, e Riveros, aos 41 minutos da etapa final.


Por enquanto, o aproveitamento das seleções sul-americanas é ótimo na África do Sul: seis vitórias (duas da Argentina e uma de Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai) e dois empates (Paraguai e Uruguai).


Assim, a seleção paraguaia chega aos quatro pontos, um a mais do que Eslováquia, Nova Zelândia e Itália (as duas últimas se enfrentam ainda hoje). Na última rodada, o time sul-americano encara os neozelandeses, enquanto os eslovacos jogam contra os atuais campeões do mundo.


O jogo


Pressionado a saída de bola da Eslováquia no início do joog, o Paraguai teve sua primeira boa chance aos 3 minutos, quando Roque Santa Cruz, a novidade na escalação, arriscou chute da esquerda, e o goleiro Mucha foi no ângulo direito mandar para escanteio.


A seleção paraguaia manteve a posse de bola o maior tempo, e os eslovacos tentavam explorar os contra-ataques e assustaram a primeira vez com 16 minutos, mas Sestak foi desarmado dentro da área por Paulo da Silva. O próprio zagueiro guarani, depois, quase abriu o placar após cobrança de falta de Morel Rodríguez. Na sequência, em contra-ataque puxado por Barrios, Valdéz rolou para o chute de Riveros, porém Mucha segurou firme no meio da meta.


Aos 23 minutos, Lucas Barrios recebeu pela direita, tabelou com Vera e arriscou o chute, mas a bola saiu por cima do gol da Eslováquia. Na sequência, Valdéz girou pela esquerda e bateu fora. E aos 27 minutos, a pressão paraguaia surtiu efeito: Barrios dominou pela esquerda, cortou para o meio e rolou para Vera que, dentro da área, mandou de três dedos no canto direito de Mucha.


Aos 36 minutos, a Eslováquia deu um susto em cobrança de escanteio, quando Salata cabeceia sozinho por cima do gol de Villar. Dois minutos depois, o Paraguai teve a melhor chance de ampliar o marcador, quando Salata errou na saída de bola, Vera roubou e Santa Cruz finalizou, mas Mucha salvou com o pé.


Para a etapa final, as seleções voltaram sem alterações. A Eslováquia mudou um pouco sua postura, procurando ficar mais com a posse de bola e se aproveitando da velocidade de Weiss. A primeira oportunidade clara do segundo tempo aconteceu apenas aos 26 minutos, quando Torres, que entrou no lugar de Valdez, abriu na esquerda para Santa Cruz, que cruzou na cabeça de Vera, e o meia mandou tirando tinta da trave direita de Mucha.


Cinco minutos depois, Torres arriscou um chute de fora da área, e a bola passou por cima do gol da Eslováquia. Com o jogo na mão, o Paraguai fechou o placar aos 41 minutos: após cobrança de falta, Riveros pegou a sobra na entrada da área e chutou forte, de perna esquerda, sem chances de defesa para Mucha.


undefined
Jogadores comemoram o segundo gol, marcado por Riveros
Crédito: AFP

A Eslováquia quase descontou com o atacante Vittek, que acertou belo chute de fora da área, mas o goleiro Justo Villar, em sua primeira e única defesa no jogo, garantiu o 2 a 0.



FICHA TÉCNICA
ESLOVÁQUIA 0 X 2 PARAGUAI


Local:
Estádio Free State, em Bloemfontein (África do Sul)
Data: 20 de junho de 2010 (Domingo)
Horário: 8h30 (de Brasília)
Árbitro: Eddy Maillet (Seychelles)
Assistentes: Evarist Menkouande (CAM) e Bechir Hassani (TUN)
Cartões amarelos: Durica, Sestak e Weiss (Eslováquia); Vera (Paraguai)
Gols: PARAGUAI: Vera, aos 27 minutos do primeiro tempo, e Riveros, aos 41 minutos do segundo tempo



ESLOVÁQUIA: Mucha; Pekarik, Skrtel, Durica e Salata (Stoch); Strba, Weiss, Kozak e Hamsik; Vittek e Sestak (Holosko).
Técnico: Vladimir Weiss



PARAGUAI: Villar; Bonet, Alcaraz, Paulo da Silva e Morel; Victor Cáceres, Riveros e Vera (Barreto); Valdez (Torres), Barrios (Cardozo) e Santa Cruz.
Técnico: Gerardo Martino

Nenhum comentário: