quarta-feira, junho 30, 2010

Osorio denuncia que sua mãe quase foi agredida no Soccer City

por ESPN.com.br com Agência EFE


O zagueiro mexicano Ricardo Osorio, que cometeu um erro grave na derrota do México contra a Argentina na Copa do Mundo, denunciou nesta quarta-feira que sua mãe quase foi agredida no camarote da Federação Mexicana na África do Sul do Soccer City, em Johanesburgo.

"Queriam bater na minha mãe, mas a mãe do Salcido conseguiu impedir", disse o jogador em declarações à imprensa local.

Osorio, zagueiro no Mundial da Alemanha de 2006, teve altos e baixos em seu rendimento na África do Sul e um erro que custou à seleção mexicana o segundo gol da Argentina, que venceu por 3 a 1 nas oitavas de final do Mundial.

O jogador enfatizou a necessidade do respeito entre as pessoas e de não se misturar as coisas. "Eles (os familiares) não têm culpa do que alguém faz".

Desde o primeiro momento, Osorio se desculpou pela falha cometida durante o jogo e disse que estava envergonhado por ela.

A derrota do México para a Argentina provocou reações agressivas de mexicanos na África do Sul e no México, na chegada do time ao país.

Miguel Gómez Mont Urueta, antes diretor do Fundo Nacional de Fomento ao Turismo, agrediu a esposa do atacante Guillermo Franco, argentino naturalizado mexicano. Como consequência de sua agressividade no camarote da Federação Mexicana, Mont foi demitido do cargo.

Nenhum comentário: