domingo, junho 20, 2010

Luis Fabiano dá vitória e classificação para o Brasil diante da Costa do Marfim

http://contenti1.espn.com.br/foto/grande/0_db00bd92-508b-397f-8cdf-8a1aad0eaec9.jpg

por ESPN.com.br


Luis Fabiano desencantou na Copa, quebrou um jejum de seis jogos sem marcar, e liderou a seleção brasileira na vitória por 3 a 1 sobre a Costa do Marfim, a segunda neste Mundial. O atacante marcou dois golaços neste domingo no Estádio Soccer City, em Johanesburgo, um deles com direito a dois chapéus e duas dominadas na mão, e Elano completou a vitória. O destaque marfinense, Didier Drogba, fez de cabeça o gol de honra.


Kaká melhorou em relação à vitória de estreia contra a Coreia do Norte, mas saiu do jogo expulso aos 42 minutos do primeiro tempo por uma suposta agressão a Keita e não enfrenta Portugal na próxima sexta-feira. Dependendo da avaliação da Fifa, ele pode perder o duelo das oitavas de final.



O time de Dunga é o segundo a selar passagem para a próxima fase. O primeiro foi a Holanda. Caso Portugal e Coreia do Norte empatem nesta segunda-feira, a liderança da chave também estará garantida, já que ninguém igualaria os seis pontos da seleção.


O Brasil também deixa a partida com seu retrospecto contra seleções africanas intacto. A equipe pentacampeã do mundo venceu todos os seis duelos que fez contra times do continente em Mundiais e 25 dos 24 confrontos gerais. O gol de Drogba foi o primeiro feito por uma equipe da África contra a seleção.




Os marfinenses, que fizeram o primeiro encontro da história com a seleção, ainda têm chances de classificação. Com um ponto, precisam vencer a Coreia do Norte na última rodada do Mundial e torcer contra os portugueses no jogo de amanhã e no duelo de sexta-feira com o Brasil.


A selecao fez um péssimo primeiro tempo. Kaká só acertou uma jogada, justamente a que resultou no gol de Luis Fabiano. Com Kaká e o time mais soltos e aproveitando os espaços, no segundo tempo vieram os outros gols. E também vieram as pancadas. Os africanos bateram forte - Elano saiu de campo com dores forte no joelho - e o jogo acabou com confusão entre os jogadores.


O meia do Real Madrid, que nos 2 a 1 de estreia com a Coreia do Norte apresentou-se sem ritmo de jogo, melhorou hoje no Estádio Soccer City, em Johanesburgo. Já Robinho, destaque da partida anterior, caiu de produção. O atacante Drogba, confirmado como titular no time rival somente uma hora antes da partida devido a operação no cotovelo direito, participou da partida com apenas duas cabeçadas, uma perto da trave e outro na rede, e foi o melhor do time.


O jogo


Ao contrário do que aconteceu no confronto de estreia contra a Coreia do Norte, diante dos marfinenses o Brasil teve espaço para jogar. Com um minuto de jogo, a seleção avançou em velocidade com Luis Fabiano e Kaká pelas pontas e Robinho com a bola pelo meio. O jogador do Santos preferiu chutar para gol ao invés de ser vir o atacante do Sevilla, livre na esquerda, e mandou a bola por cima do gol.


Dai em diante, os africanos assumiram o controle da partida, trocaram passes no campo de ataque e sofreram faltas perigosas próximo à área brasileira. Em nenhuma delas, porém, o goleiro Júlio César foi ameaçado. Na frente, Kaká tentava organizar as jogadas do Brasil, mas errava demais.


Mas aos 25 minutos o até então apagado Kaká fez boa jogada e ajudou o Brasil a abrir o marcador. Luis Fabiano deu passe de calcanhar para o meia do Real Madrid passar pela marcação e deixar o centroavante livre dentro da área. O ex-são-paulino chutou forte no alto de Barry.


A seleção da Costa do Marfim se ‘encolheu’ depois de tomar o gol. Porém, apesar do domínio, o Brasil falhou ao forçar o jogo pelo lado direito – como já havia acontecido contra os norte-coreanos – e errar passes demais.


Mas logo no início do segundo tempo Luis Fabiano resolveu os problemas da seleção com um gol épico. O centroavante recebeu bola na entrada da área entre três marcadores. ‘Chapelou’ duas vezes, dominou com o braço duas vezes’, e chutou rasteiro para marcar seu segundo gol. Depois do lance, o juiz francês Stephane Lannoy perguntou para o jogador se ele havia usado o braço. Diante da negativa do brasileiro, Lannoy deu risada.


Na sequência, o atacante Didier Drogba apareceu na partida pela primeira vez. Dindane cruzou da direita e o atleta do Chelsea cabeceou sem sair do chão. A bola passou raspando na trave esquerda de Júlio César.


A resposta brasileira veio aos 15 minutos, com Kaká. O jogador chutou forte da entrada da área e Barry espalmou. Logo depois, Kaká avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para a área. Tiene ‘bobeou’ e Elano chegou antes completando para a rede.


Em um segundo tempo movimentado e com boas chances nos dois lados, o jogo ficou feio quando Tiote acertou a canela de Elano com a sola da chuteira com violência. O meia do Galatasary deixou em campo com muitas dores para dar lugar a Luis Fabiano.


A bola até rolou bonito e novo com chutes perigosos de Maicon e de Romaric, mas a violência tomou conta dos últimos minutos de partida. Aos 35, Drogba descontou para os africanos. Yaya Touré dominou na intermediária e, com um belo lançamento, encontrou Drogba livre. O atacante mandou de cabeça com categoria no cantinho esquerdo de Júlio César.


Depois, os jogadores voltaram trocar pontapés até o apito final e até o 'comportado' Kaká entrou na brincadeira. O meia devolveu provocação de Keita e foi mandado para fora. Ele não enfrenta Portugal.


FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 X 1 COSTA DO MARFIM



Local: Estádio Soccer City, em Johanesburgo (África do Sul)
Data: 20 de junho de 2010 (Domingo)
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Stephane Lannoy (FRA)
Assistentes: Eric Dansault e Laurent Ugo (FRA)
Cartões amarelos: Tiene, Keita e Tiote (CMA)
Cartão vermelho: Kaká (BRA)
Gols: BRASIL: Luis Fabiano, aos 25min do 1° tempo e aos 5min do 2° tempo e Elano, aos 16min do 2° do tempo
COSTA DO MARFIM: Drogba, aos min do 2° tempo


BRASIL: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Daniel Alves) e Kaká; Robinho (Ramires) e Luis Fabiano
Técnico: Dunga


COSTA DO MARFIM: Barry; Demel, Kolo Touré, Zokora e Tiene; Yaya Touré, Eboue (Romaric), Tiote; Kalou (Keita), Dindane (Gervinho) e Drogba
Técnico: Sven Goran-Eriksson

Nenhum comentário: