sábado, junho 26, 2010

Gana, único representante africano, pode fazer a melhor campanha da história do continente

Boateng chuta e espera a bola do gol de Gana entrar

Boateng chuta e espera a bola do gol de Gana entrar

Crédito da foto: AFP

por ESPN.com.br

A Copa do Mundo começou ruim para a África, mas pode terminar com um feito inédito de uma de suas seleções. Gana, a única dos seis times locais a passar para a segunda fase, venceu os Estados Unidos neste sábado por 2 a 1 pelas oitavas de final e manteve vivo o sonho de chegar às semifinais, posição nunca alcançada por uma equipe do continente. Para isso, a equipe precisa bater o Uruguai nas quartas de final.

Ganês Mensah faz malabarismo

Ganês Mensah faz malabarismo

Crédito da foto: AFP

Somente duas seleções africanas haviam chegado às quartas anteriormente. Liderada por Roger Milla, Camarões surpreendeu o mundo na Copa de 1990, na Itália, sendo parada apenas pela Inglaterra em um dos melhores jogos daquele Mundial. Em 2002, foi a vez de Senegal, que contava com Silva, Henry Camara, El Hadji Diouf e Papa Bouba Diop, que bateu a então campeã França no grupo e só foi parada pela Turquia.

Por outro lado, foram várias as decepções africanas nesta Copa. Mesmo contando com alguns jogadores de ponta no futebol mundial, cinco das seis participantes foram eliminadas ainda na primeira fase: Camarões (de Eto'o), Costa do Marfim (de Drogba), Argélia, Nigéria e África do Sul. Para os Bafana Bafana, a decepção foi dobrada: foi o primeiro anfitrião a ser eliminado nem uma primeira fase do Mundial.

Nenhum comentário: