terça-feira, junho 29, 2010

Espanha 'fura' retranca portuguesa e passa às quartas de final

Jogadores espanhóis comemoram importante vitória por 1 a 0

Jogadores espanhóis comemoram importante vitória por 1 a 0

Crédito da foto: Reuters


Villa chuta para fazer o único gol sofrido pelos portugueses na Copa


Villa chuta para fazer o único gol sofrido pelos portugueses na Copa
Crédito da imagem: Reuters

Nas quartas de final os espanhóis enfrentarão o Paraguai, que sofreu para passar pelo Japão nos pênaltis na fase anterior. Caso vençam o duelo, os europeus terminarão a Copa no mínimo no quarto lugar, posição alcançada em 1950, no Brasil. O duelo entre Espanha e Paraguai acontece no próximo sábado às 15h30 em Johanesburgo.

Os lusos se despedem do Mundial tendo tomado apenas um gol em toda a competição. Por outro lado, marcaram apenas em um jogo da Copa. Fora a goleada por 7 a 0 sobre a Coreia do Norte na fase de grupos, foram dois empates por 0 a 0, além do tropeço de hoje.

Musa portuguesa veste até os braços de verde e rubro

Musa portuguesa veste até os braços de verde e rubro

Crédito da foto: AFP


Assim como o ataque luso, Cristiano Ronaldo também volta para casa com desempenho discreto. Ele marcou apenas umas vez na Copa e não conseguiu ser o maestro da defensiva equipe do ténico Carlos Queiroz.

Em toda a história, foram 33 jogos entre as duas Espanha e Portugal, com 16 vitórias para os espanhois, cinco empates e 12 vitórias para os portugueses.

Times perfilados antes do início da partida

Times perfilados antes do início da partida

Crédito da foto: AFP


O jogo

A ‘Fúria’ começou apostando no seu característico toque de bola, enquanto Portugal, cuja defesa não havia sido vazada nenhuma vez na Copa até então, se fechava. Logo de cara o time de vermelho ainda conseguiu criar em arremates à longa distância.

Exatamente com um minuto de jogo a Espanha arriscou com Fernando Torres. O atacante chutou da esquerda cruzado e exigiu boa defesa de Eduardo. Logo depois foi a vez de David Villa chutar de longe para o goleiro português espalmar. O bombardeio não parou por aí. Antes dos dez minutos de partida Villa fintou novamente pela esquerda e chutou para a terceira defesa de Eduardo.

Os lusos pareciam não estar interessados em atacar. Mas aos 20 minutos por pouco não inauguraram o marcador. O lateral esquerdo Fábio Coentrão fez boa jogada e Tiago chutou da entrada da área. Casillas afastou estranho e teve que brigar com Hugo Almeida pelo alto no rebote. No final da primeira etapa nem os espanhóis e tampouco os portugueses conseguiram produzir.

A primeira oportunidade do segundo tempo foi portuguesa. Hugo Almeida fez jogada pela esquerda e cruzou. O zagueiro Puyol tentou desviar e quase mandou para dentro da própria meta. Os lusos saiam mais para o jogo e ameaçavam com bolas alçadas na área.

O espaço surgiu para a Espanha aos 14 minutos, quando Sergio Ramos cruzou da direita e Llorente cabeceou. Eduardo defendeu ‘no susto’. Na sequência, Villa fez jogada individual e bateu forte, bem perto da trave esquerda de Portugal.

Aos 17 minutos a ‘Fúria’ passou pelo bloqueio português e se tornou a primeira equipe a vazar o adversário no Mundial. Uma rápida troca de passes na frente da área resultou em toque de calcanhar para Villa. O atacante acertou Eduardo na primeira tentativa, mas completou para a rede no rebote.

Villa chuta para fazer o único gol sofrido pelos portugueses na Copa


Villa chuta para fazer o único gol sofrido pelos portugueses na Copa
Crédito da imagem: Reuters


Foi o quarto gol do artilheiro da competição, ao lado de Higuaín e Vittek. O novo contratado do Barcelona tem o maior número de gols pela seleção espanhola em Copas com sete tentos.

A Espanha poderia ter ampliado em chutes de Villa e Sergio Ramos defendidos pelo inspirado Eduardo. Mas a expulsão de Ricardo Costa nos acréscimos por cotovelada em Capdevilla acabou de vez com as esperanças do time de Portugal.

FICHA TÉCNICA
ESPANHA 1 X 0 PORTUGAL

Local: Estádio Green Point, Cidade do Cabo (África do Sul)
Data: 29 de junho de 2010 (terça-feira)
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Hector Baldassi (ARG)
Auxiliares: Ricardo Casas e Herman Maidana (ARG)
Cartões amarelos: Xabi Alonso (ESP)
Cartão vermelho: Ricardo Costa (POR)
Gols: Villa, aos 17min do 2° tempo

ESPANHA: Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso, Xavi e Iniesta; David Villa (Pedro) e Fernando Torres (Llorente)
Técnico: Vicente del Bosque

PORTUGAL: Eduardo; Ricardo Costa, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Coentrão; Raul Meireles, Pepe (Pedro Mendes) e Tiago; Simão Sabrosa, Cristiano Ronaldo e Hugo Almeida (Danny)
Técnico: Carlos Queiroz

Jogadores comemoram o gol da classificação

Crédito da foto: Reuters


http://contenti1.espn.com.br/foto/grande/0_99ad357d-6c94-3d5a-bb1b-a71d1162dddf.jpg

Nenhum comentário: