domingo, junho 27, 2010

Em dia de polêmica, Dunga rechaça eletrônica no futebol

Dunga elogia 'fregueses' e diz que só saberá amanhã se escala Felipe Melo

por Julio Gomes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br


O domingo da Copa do Mundo foi marcado pelo gol inglês sobre a Alemanha que acabou não sendo validado quando o placar mostrava 2 a 1 para os alemães. E reascendeu a polêmica: a eletrônica deve ou não fazer parte do futebol? Para Dunga, não.

"Posso te dar um conselho?", perguntou Dunga depois de ouvir a pergunta do ESPN.com.br. "Se colocar a questão eletrônica, vai acabar a discussão. Muita gente perde o emprego. Você perde o emprego, eu perco o emprego... Se no futebol não tiver discussão nem polêmica, estava todo mundo em casa."

O técnico também rechaçou a ideia de que este Mundial apresenta um futebol pior do que o de outros do passado.

"Meu avô falava para o meu pai que na época dele era bom. Meu pai falava para mim que na época dele era bom. Eu vou falar pro meu filho que na minha época era bom. 30 anos atrás, o futebol era baseado só em técnica. Depois, veio a questão da preparação física. Depois, tática, pressão, emocional. Hoje se comete muito mais erros porque o espaço do jogo mudou muito. Se pegarmos os jogos da seleção, só os melhores lances, todo torcedor vai achar que é espetacular."

Com a presença do Uruguai nas quartas de final confirmada, o duelo entre Brasil e Chile colocará mais um sul-americano na mesma fase. As seleções da América do Sul são o destaque da Copa até agora.

"A gente conhece bem o Chile, eles também nos conhecem. É uma motivação a mais. Estamos demonstrando que o futebol sul-americano é bastante competitivo, tem jogadores de qualidade", completou o treinador.

Nenhum comentário: