sexta-feira, junho 18, 2010

Eliminação da África do Sul na primeira fase não é um fracasso, diz Parreira

Parreira ficou irritado quando questionado sobre possível  eliminação sul-africana
Parreira ficou irritado quando questionado sobre possível eliminação sul-africana

por João Castelo Branco e Thiago Arantes, de Johanesburgo, para o ESPN.com.br


A vitória do México sobre a França, por 2 a 0, deixou a África do Sul em situação delicadíssima no grupo A da Copa do Mundo. Com apenas um ponto, os Bafana Bafana têm de vencer os franceses na última partida, construir um bom saldo de gols, e ainda torcer para que México e Uruguai não empatem. Diante deste cenário, o técnico Carlos Alberto Parreira praticamente jogou a toalha. Para ele, o que importa agora é deixar uma boa imagem para os torcedores do país-sede do Mundial.


"O empate de ontem foi terrível. Seria muito melhor um empate porque só dependeríamos da gente. Agora dependemos que México e Uruguai não empatem. Se não estaremos fora", disse Parreira em entrevista aos canais ESPN e ao ESPN.com.br, após o treino dos sul-africanos nesta sexta-feira.


Caso a África do Sul seja eliminada na primeira fase, esta será a primeira vez que uma equipe anfitriã não vai adiante no Mundial. A marca não incomoda Parreira. Questionado pela reportagem dos canais ESPN se a eliminação seria um fracasso, o treinador se irritou.


"Pode ser um fracasso para você. Para mim, não é. Eu fiz um bom trabalho, o time não tem a obrigação de classificar. É um grupo difícil, um dos mais difíceis da Copa. Um dia isso de o país-sede não passar vai acontecer. Não estou preocupado com isso", decretou o comandante da seleção sul-africana.


Segundo o treinador, o desafio agora é fazer o melhor possível para deixar o Mundial com uma boa atuação. "Temos de manter o ânimo na última partida. Precisamos ganhar o jogo, fazer uma boa apresentação, deixar uma boa imagem", afirmou o brasileiro. O parâmetro de boa atuação já foi definido pelo treinador: a partida de estreia.


"Temos que jogar como fizemos contra o México. Tivemos uma boa chance de ganhar deles, e são um time forte, venceram a França", disse Parreira.

Nenhum comentário: