domingo, junho 20, 2010

Dunga nega marcação especial em Drogba e prevê jogo aberto e com velocidade

por Thiago Arantes, de Johanesburgo (África do Sul), para o ESPN.com.br


O técnico da seleção brasileira, Dunga, fez sua análise para o jogo contra a Costa do Marfim, neste domingo, às 15h30 (horário de Brasília), no Soccer City, em Johanesburgo. Para ele, a partida será muito parecida com a da Coreia do Norte, porém mais aberta e com muita velocidade.


"São jogadores que têm qualidade técnica, velocidade, mas não acredito que vai defensivo. Vai ser o mesmo tipo de jogo que contra a Coreia do Norte. Vai ser um jogo um pouco mais aberto", disse.


Dunga lembrou de quando foi treinado por Sven Goran-Eriksson, treinador dos rivais marfinenses, e afirma ver nos Elefantes muito do que o sueco coloca em suas equipes: "Eriksson foi meu treinador na Fiorentina, é um treinador preparado, treinou Inglaterra, México. Seguramente já se vê a forma de trabalhar, uma equipe organizada, bem montada taticamente".


Com a velocidade da Costa do Marfim, Dunga afirmou que não vai segurar os laterais. "No Brasil, a característica é jogar para frente. Mas não vou segurar ninguém, só tem que ter equilibrio, quando um subir, o outro fica. Não posso querer controlar o jogador em campo", falou Dunga.


O treinador também negou que caso Didier Drogba jogue haverá marcação especial sobre ele. "O Brasil tem um sistema de jogar, mas é claro que é um jogador importante, e merece todo o cuidado. Tem que marcar toda a equipe, nao só o Drogba, como também os zagueiros que vem à frente", despistou.

Nenhum comentário: