quarta-feira, junho 30, 2010

Deco se cala sobre reserva e anuncia despedida da seleção portuguesa

por Conrado Giulietti, da Cidade do Cabo (África do Sul), para o ESPN.com.br


O meia Deco anunciou após a eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo que não jogará mais pela seleção portuguesa. O brasileiro naturalizado estreou na equipe europeia em 2003 e disputou dois Mundiais, chegando às semifinais em 2006.

Na África do Sul, o jogador do Chelsea foi titular na estreia diante da Costa do Marfim, desfalcou o time contra Coreia do Norte e Brasil, em razão de uma lesão no quadril, e ficou no banco de reservas na derrota frente aos espanhois, sem ser utilizado pelo técnico Carlos Queiroz.

"Essa é uma decisão do treinador, eu não vou falar nada, porque após a derrota tudo que eu falar seria amplificado, não seria ético", comentou o jogador.

Depois do empate entre portugueses e marfinenses, Deco criticou Queiroz ao ser substituído no segundo tempo. Na ocasião, reclamou da função que estava desempenhando na equipe e do esquema tático apresentado por Portugal na partida. Após a repercussão, porém, tentou amenizar qualquer atrito com a comissão técnica.

Perguntado se o ambiente na delegação portuguesa era bom, o meia respondeu que "entre os jogadores o ambiente é bom sim". Depois de ser um dos principais jogadores do time comandado por Luiz Felipe Scolari, vice-campeão europeu e quarto colocado na Copa-06, Deco encerra sua participação com a seleção numa Copa em que Portugal venceu apenas um jogo, sobre a Coreia do Norte, empatou sem gols por duas vezes e perdeu para a Espanha num jogo que pouco ameaçou a meta do rival.

Nenhum comentário: