sábado, junho 12, 2010

Contra marcas incômodas, Coreia do Sul e Grécia duelam pelo Grupo B

Asiáticos colocam suas fichas na estrela Park Ji-Sung e em dupla 'Double Dragon'. Seleção europeia aposta no artilheiro Gekas


Da Redação do pe360graus.com


Em um duelo inédito nos torneios organizados pela Fifa, Coreia do Sul e Grécia abrem os trabalhos no Grupo B da Copa do Mundo. Longe de serem favoritas, as duas seleções buscam acabar com marcas incômodas no confronto que será realizada no estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, às 8h30m (13h30 no horário sul-africano), com transmissão o vivo da TV Globo, do SporTV e do GLOBOESPORTE.COM. Em outro duelo da chave, às 11h (de Brasília), Argentina e Nigéria se enfrentam em Joanesburgo.



Indo para sua sétima participação consecutiva em mundiais (oito ao todo), a Coreia do Sul tenta vencer pela primeira vez uma equipe europeia fora da Ásia e, ao mesmo tempo, passar às oitavas de final longe do seu continente. Em 2002, os Diabos Vermelhos até conseguiram a classificação, mas eram os anfitriões da Copa, ao lado do Japão.



- Temos jogadores que jogam em ligas grandes da Europa e, por isso, acho que é hora de mostrar que o nosso futebol não cresceu apenas na Ásia, mas também no resto do mundo – afirmou o técnico Huh Jung Moo.



Apesar de já terem um título de Eurocopa no currículo (em 2004), os gregos, por sua vez, possuem um desempenho patético na história das Copas. Em 1994, na única vez que disputou o torneio, os helênicos perderam os três jogos e não anotaram nenhum gol sequer (e ainda sofreram dez). Por isso, a ideia em 2010 é, pelo menos, balançar as redes e vencer uma partida.



ESPERANÇA GREGA TEM NOME: GEKAS

Para quebrar esse tabu, o técnico Otto Rehhagel aposta suas fichas em um esquema com três atacantes, no qual Gekas, artilheiro das Eliminatórias europeias para Copa do Mundo, com dez gols, é a grande esperança.



Na defesa, entretanto, o treinador alemão, que é mais velho da Copa (71 anos), tem um problema. Com uma lesão no tornozelo direito, o zagueiro Moras está fora da partida contra os sul-coreanos.



"DOUBLE DRAGON" NA COREIA DO SUL
Pelo lado asiático, o técnico Huh Jung Moo não tem nenhum problema sério e deve levar a campo sua força máxima. Park Ji Sung, meia que atua no Manchester United e maior nome do futebol da Coreia do Sul, é o homem de confiança do treinador, que também vai colocar em campo a jovem dupla “Double Dragon”: Lee Chung-Yong e Ki Sung-Yueng.



- Os sobrenomes dos dois (“Yong” e “Yueng”) significam "dragão", e nós os chamamos assim. São dois grandes jogadores, de apenas 21 anos, que já atuam na Europa. Lee, no Bolton, e Ki, no Celtic – explicou o repórter Kim Chong Ryuk, do jornal Ilgan Sports.



Assim como são parecidas na questão da busca pelo fim de incômodos jejuns, Coreia do Sul e Grécia tem outra similaridade. Ambas vêm de maus resultados nos últimos amistosos preparatórios para Copa do Mundo. Os orientais perderam para Espanha e Bielorrússia. Já os europeus foram batidos por Paraguai e Senegal e empataram com a Coreia do Norte.

Nenhum comentário: