segunda-feira, junho 28, 2010

Com Robben e contra-ataques, Holanda espanta zebra e vai às quartas de final

Com Robben e contra-ataques, Holanda espanta zebra e vai às quartas de final

por ESPN.com.br


A seleção holandesa mais uma vez demonstrou nesta segunda-feira que pode entrar na disputa pelo título da Copa do Mundo da África do Sul. Com a volta de Robben no time titular, os holandeses dominaram o jogo e se aproveitaram dos contra-ataques rápidos para vencer a Eslováquia por 2 a 1.

O resultado coloca a Holanda nas quartas de final do Mundial, em que enfrentarão justamente o vencedor do jogo entre Brasil e Chile, desta segunda.

A vitória sobre os eslovacos também mantém uma invencibilidade de 23 partidas da Holanda, desde as Eliminatórias para a Copa do Mundo. Foram 18 vitórias e cinco empates, incluindo as quatro vitórias na África do Sul.

O jogo

Com duas formações parecidas, Holanda e Eslováquia começaram a partida tentando muito os tiros de longe. Logo no primeiro minuto, Stoch recebeu de fora da área e chutou. Aos quatro, foi a vez de Sneijder arriscar, mas sem levar perigo ao gol de Mucha.

Com o passar do tempo, os holandeses passaram a controlar o jogo, com maior domínio da posse de bola. Aos 6 minutos, Kuyt cruzou, e Van Persie cabeceou, mas a zaga mandou para escanteio. Na sequência, foi a vez de Sneijder receber na ponta esquerda. Livre, o meia chutou fraco, em cima do goleiro.

O gol da seleção da Holanda saiu aos 17 minutos. Após recuperação de bola ainda no campo de defesa, Sneijder fez um lançamento longo para Robben. O holandês recebeu na ponta direita, cortou para o meio e bateu no canto esquerdo de Mucha para fazer 1 a 0.

Depois do gol, o ímpeto holandês diminuiu. Donos da partida, saíam pouco para o ataque. Somente aos 40, a seleção da Holanda voltou a assustar. Em saída errada da Eslováquia, Van Bommel ajeitou para Van Persie, que avançou pelo meio e arriscou de longe, mas novamente sem problemas para a defesa de Mucha.

Aos 43, o ataque holandês conseguiu envolver a defesa eslovaca. Van Bommel apareceu livre pela direita e cruzou. Van Persie antecipou a defesa, porém mandou longe do gol.

Robben comemora seu primeiro gol no Mundial da África do Sul
Robben comemora seu primeiro gol no Mundial da África do Sul
Crédito da imagem: AFP

Na volta do segundo tempo, o panorama não mudou. Aos 4 minutos, Robben mais uma vez teve a bola pela direita, cortou pelo meio e chutou, mas Mucha salvou. Na sequência, novamente Robben, pela ponta direita, cruzou e Mathijsen chutou em cima do goleiro eslovaco.

Com maior volume de jogo na segunda etapa, a Holanda voltou a assustar aos 13 minutos. Van Persie bateu falta direto para gol, obrigando Mucha a fazer nova defesa.

Aos 21, a Eslováquia finalmente levou perigo. Stoch pegou a bola na ponta esquerda, cortou para o meio e chutou forte para Stekelenburg fazer grande defesa. Na sequência, Vittek recebeu livre cara a cara com o goleiro, e Stlekelenburg fez novo milagre para o time holandês.

Depois do susto, a seleção da Holanda voltou a pressionar. Mesmo com saída de Robben para a entrada de Elia, Mucha voltou a trabalhar aos 27 minutos, em chute de fora da área de Kuyt.

Aos 38 da segunda etapa, veio o golpe final. Kuyt ganhou do goleiro Mucha em lançamento longo, cruzou para o meio e Sneijder só completou para gol.

A Eslováquia ainda teve temo para diminuir nos acréscimos. Vittek, de pênalti, chutou rasteiro no canto direito do goleiro holandês.

FICHA TÉCNICA
HOLANDA 2 X 1 ESLOVÁQUIA

Local: Estádio Moses Mabida, em Durban (África do Sul)
Data: 28 de junho de 2010 (Segunda-feira)
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Alberto Undiano (ESP)
Assistentes: Fermin Martinez e Juan Carlos Yuste Jimenez (ambos da Espanha)
Cartões Amarelos: Robben e Stekenlenburg (Holanda) e Kucka e Skrtel (Eslováquia)
Gols: Robben, aos 17 do primeiro tempo, e Sneijder, aos 38 do segundo, para a Holanda. E Vittek, aos 49 da segunda etapa, para a Eslováquia.

Holanda: Stekelenburg; Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen, Van Bronckhorst; Van Bommel, De Jong; Robben (Elia), Sneijder (Afellay), Kuyt; Van Persie (Huntelaar). Técnico: Van Marwijk.

Eslováquia: Mucha; Pekarik, Skrtel, Durica, Zabavnik (Jakubko); Kucka; Stoch, Hamsik (Sapara) e Weiss; Jendrisek (Kopunek), Vittek. Técnico: Wladimir Weiss

Nenhum comentário: