segunda-feira, junho 28, 2010

Brasil passeia contra maior freguês da era Dunga e agora pega Holanda nas quartas

Brasil passeia contra maior freguês da era Dunga e agora pega a Holanda nas quartas
Brasil Brasil 3 0 Chile Chile


por ESPN.com.br


O Chile foi corajoso. Fez o que nenhuma seleção do mundo tem feito, colocou um time ofensivo em campo e foi para cima da seleção brasileira. Era uma tática suicida. E foi. Com espaços, a seleção brasileira aproveitou, ganhou por 3 a 0 e carimbou a presença nas quartas de final da Copa do Mundo. O Brasil tem agora três dias de descanso e, na sexta-feira, enfrenta a Holanda na cidade de Port Elizabeth.

Os gols da seleção foram marcados por Juan e Luis Fabiano, no primeiro tempo, e Robinho, no segundo. Depois do empate contra Portugal, a seleção voltou a ter desde o início em campo o trio formado por Kaká, Robinho e Luis Fabiano: com eles desde o começo, o retrospecto agora é de 16 jogos e 16 vitórias, um impressionante aproveitamento de 100%.

Brasileiros comemoram, e chileno busca bola dentro do gol; imagem símbolo da vitória por 3 a 0

Brasileiros comemoram, e chileno busca bola dentro do gol; imagem símbolo da vitória por 3 a 0

Crédito da foto: Reuters



Como também impressionante é a facilidade que o Brasil encontra quando enfrenta o Chile. Já são dez anos sem derrotas, nove vitórias e um empate nos últimos dez jogos. Na era Dunga, são seis vitórias em seis partidas, com 23 gols marcados e só 3 sofridos. O Chile é, hoje, o maior freguês da seleção brasileira.

Para a partida contra a Holanda, Dunga tentará contar com os titulares Felipe Melo e Elano, que, machucados, não entraram em campo contra o Chile. Ramires (que levou amarelo e está suspenso das quartas) e Daniel Alves começaram desde o início. Entraram em campo também Gilberto e Kleberson no segundo tempo, jogadores que não haviam atuado no Mundial.

O jogo

Depois dos 3 a 0 sofridos em Santiago pelas eliminatórias há dois anos, duvidou-se de que Marcelo Bielsa fosse loco o suficiente para enfrentar o Brasil no ataque novamente. Mas o técnico chileno não teve dúvida e começou a partida em cima do adversário.

Não demorou para um jogador brasileiro aproveitar o contra-ataque e aparecer frente à frente com o goleiro Bravo. Aos quatro minutos, Daniel Alves lançou Luis Fabiano, mas o atacante chutou mal, longe do gol. Logo em seguida, Gilberto Silva arriscou à distância e exigiu boa defesa de Bravo.

Júlio César espalma em um dos poucos lances de perigo contra o Brasil

Júlio César espalma em um dos poucos lances de perigo contra o Brasil

Crédito da foto: Reuters



Mas as chances brasileiras pararam ai. O trio Kaká, Robinho e Luis Fabiano, que não esteve junto no empate com Portugal, produzia pouco e a partida se equilibrou. A seleção só desencantou em bola parada. Maicon cobrou escanteio e Juan cabeceou bem fazendo o primeiro do Brasil aos 35 minutos.

Mais solto, o time de Dunga fez boa troca de passes três minutos depois e ampliou a vantagem. Robinho inverteu bem da esquerda para o meio com Kaká, que escorou de primeira para Luis Fabiano. O atacante driblou o goleiro e fez seu terceiro gol no Mundial.

A partida era morna no segundo tempo, até Ramires roubar bola aos 14 minutos no meio-campo e fazer jogada em velocidade. Robinho recebeu do ex-volante cruzeirense e chutou colocado no canto esquerdo de Bravo: 3 a 0 Brasil. Mais tarde, Ramires recebeu seu segundo amarelo no Mundial, o que o deixa fora do duelo do próximo sábado contra a Holanda.

Robinho bate colocado e Bravo só assiste ao terceiro gol do Brasil

Robinho bate colocado e Bravo só assiste ao terceiro gol do Brasil

Crédito da foto: AFP




Até o final da partida o Chile tentava fazer seu gol de honra com a ajuda do ex-palmeirense Valdivia, colocado no jogo no intervalo. O atacante Suazo até levou perigo em duas oportunidades. Mas uma bola foi defendida por Júlio César e a outra parou no travessão.

O Brasil, no contra-ataque, também esteve próximo de marcar pela quarta vez. Daniel Alves tocou de primeira e deixou Robinho na cara. O atacante do Santos bateu cruzado e Bravo espalmou.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 X 0 CHILE


Local: Estádio Ellis Park, em Johanesburgo (África do Sul)
Data: 28/06/2010 (segunda-feira)
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Assistentes: Darren Cann (ING) e Michael Mullarkey (ING)
Cartões amarelos: Kaká, Ramires (BRA) Vidal, Fuentes e Millar (CHI)
Gols: Juan, aos 35min, e Luis Fabiano, aos 38min do 1° tempo, e Robinho, aos 14min do 2° tempo

BRASIL: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Ramires, Daniel Alves e Kaká (Kléberson); Robinho (Gilberto) e Luís Fabiano (Nilmar)
Técnico: Dunga

CHILE: Bravo; Isla (Millar), Contreras (Tello), Jara e Fuentes; Vidal, Carmona e Beausejour; Alexis Sánchez, Suazo e González (Valdivia)
Técnico: Marcelo Bielsa

Nenhum comentário: