sexta-feira, junho 11, 2010

Argentina de Maradona tenta escrever nova história a partir da Nigéria


Odemwingie, meia nigeriano, e Messi, craque argentino

Odemwingie, meia nigeriano, e Messi, craque argentino
Crédito da imagem: AFP


por ESPN.com.br


Quase oito meses depois da dramática noite de 14 de outubro em que Bolatti fez um gol salvador na vitória contra o Uruguai em Montevidéu, a Argentina estreará na Copa do Mundo da África do Sul diante da Nigéria. O jogo deste sábado acontece às 11h no Ellis Park em Johanesburgo.


A criticada seleção do técnico Diego Maradona tenta recomeçar do zero e escrever uma nova história a partir do Mundial. Nos treinos na África do Sul o clima é de harmonia. Mas antes de chegar ao palco da Copa Messi e Cia. não tiveram muitos motivos para sorrir.


Os comandados de ‘Dom Diego’ sofreram nas eliminatórias com um futebol abaixo do esperado e nenhum padrão tático. A classificação só veio na última rodada, justamente com a vitória por 1 a 0 sobre o rival Uruguai no Estádio Centenário


O desempenho excepcional de Lionel Messi com o Barcelona desde o final do ano passado, porém, dá esperanças aos bicampeões do mundo e já há quem esqueça o fraco desempenho nas eliminatórias para apontá-los como favoritos ao título que não vem há 24 anos.


É incontestável que Messi não é o único grande atacante de uma Argentina que ainda conta com Agüero, Tevez, Higuaín e Milito. Mas o próprio Maradona não esconde que Messi é mesmo a grande esperança. "A Argentina continua sendo um Rolls Royce e temos Messi ao volante."


Nem mesmo o histórico de atuações discretas do melhor jogador do mundo a serviço da seleção tira a confiança do treinador. "Messi fez treinamentos impressionantes. Ele está feliz. Nunca tinha tido a sorte de ficar tanto tempo próximo a ele e conhecê-lo."


"Prometemos entre nós que iremos jogar as sete partidas. Temos uma equipe que vai deixar a pele em campo se for preciso. Vamos respeitar a camisa e, se for preciso, vamos deixar a vida no gramado", diz o ex-craque, campeão do mundo em 1986.


A Argentina ainda não está confirmada para o duelo de estreia. Mas deve ser escalada com Romero; Jonás Gutiérrez, Demichelis, Samuel e Heinze; Mascherano, Verón, Di Maria e Tevez; Messi e Higuaín.


Uma outra Nigéria


A Nigéria que disputa o Mundial da África já não é a mesma equipe que surpreendeu o mundo na década de 90. Ao contrário daquele time, que foi bem nos EUA em 94 e levou a medalha de ouro nas Olimpíadas em 96, as ‘Águias’ vem para esta Copa com poucas estrelas. O único remanescente da geração passada é o atacante Kanu, algoz do Brasil nos Jogos Olímpicos de Atlanta.


O meio campista Obi Mikel, do Chelsea, que poderia ajudar a equipe a sonhar com objetivos maiores dentro do seu continente, não participará do torneio por uma lesão no joelho direito. O grande destaque do time é o atacante Oba Oba Martins, reserva do Wofsburg, da Alemanha.


Uma idéia do perfil de coadjuvante da equipe é o noticiário dos últimos dias na África. Os nigerianos ganharam mais destaque por estarem em campo contra a Coreia do Norte no amistoso em que dezenas de torcedores se feriram após tumulto do lado de fora do estádio do que por qualquer outra coisa. O resultado, pelo menos, foi favorável: vitória por 3 a 1.


O técnico Lars Lagerback diz que tem definido o time que enfrentará a Argentina. A provável escalação deve ter Enyeama; Odiah, Shittu, Yobo e Taiwo; Kaita, Etuhu, Ayila e Haruna; Yakubu e Martins.


Grupo B
FICHA TÉCNICA
ARGENTINA x NIGÉRIA


Local: Estádio Ellis Park, em Johanesburgo (África do Sul)
Data: 12 de junho de 2010 (Sábado)
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Wolfgang Stark (Alemanha)
Assistentes: Jan Salver e Mike Pickel (ambos da Alemanha)


ARGENTINA: Romero; Demichelis, Samuel e Heinze; Gutiérrez, Mascherano, Verón e Di María; Messi, Higuaín e Tevez
Técnico: Diego Maradona


NIGÉRIA: Enyeama; Odiah, Shittu, Yobo e Taiwo; Kaita, Etuhu, Ayila e Haruna; Yakubu e Martins
Técnico: Lars Largeback

Nenhum comentário: