sexta-feira, junho 18, 2010

Alemanha coloca à prova impressionante estreia na Copa contra instável Sérvia

http://contenti1.espn.com.br/foto/grande/0_e1609e74-a17d-3cb4-ae98-2230f800d8ba.jpg

por ESPN.com.br


A vitória mais consistente e inquestionável da primeira rodada da Copa do Mundo foi a da Alemanha sobre a Austrália por 4 a 0. Com meias e atacantes inspirados, os comandados de Joachim Löw praticamente não foram ameaçados pela seleção da Oceania, que tentou jogar de igual para igual, abusando da linha de impedimento na parte defensiva e acabou dando vexame.


Nesta sexta-feira, no Estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth, às 8h30 (de Brasília), os alemães terão o primeiro teste para valer, tanto na defesa quanto no ataque: a Sérvia. Tudo bem que os sérvios perderam na estreia para Gana por 1 a 0, porém mostraram uma parte defensiva bem montada, levando o gol da derrota em pênalti infantil. Além disso, os balcânicos têm bons jogadores no ataque, como os meias Dejan Stankovic e Nemad Krasic e os atacantes Pantelic e Zigic.


Porém, a Sérvia até agora não engrenou e tenta apagar a péssima imagem deixada até aqui em Mundiais: além da derrota para Gana neste ano, em 2006, unido com Montenegro, o país perdeu as três partidas da primeira fase para Argentina, Holanda e Costa do Marfim.


Pouco exigido no jogo de estreia, o goleiro Manuel Neuer evita falar sobre favoritismo no duelo contra os sérvios. "Jogamos apenas uma partida até agora e não ganhamos nada ainda. Isto foi apenas o primeiro passo e ainda precisamos ter duas grandes apresentações na primeira fase. Para isto, temos que estar calmos e focados", afirmou.

Schweinsteiger e Stankovic, promessa de bom futebol em Alemanha x  Sérvia
Schweinsteiger e Stankovic, promessa de bom futebol em Alemanha x Sérvia
Crédito da imagem: Montagem ESPN - AFP


O técnico da Alemanha, Joachim Löw, já prevê uma 'batalha' na segunda partida de ambas as seleções nesta Copa. "Observarmos a Sérvia com detalhes e, apesar da derrota contra Gana, eles tem jogadores muito fortes e técnicos. A derrota deles deve fazê-los ainda mais perigosos no segundo jogo. O técnico deles (Radomir Antic) falou sobre honra e caráter. Vai ser o jogo do ano para eles, Conheço a cultura sérvia e eles vão lutar nesta partida".


O titular sérvio Milan Jovanovic lamentou a derrota para 'um rival inferior' e o fato de agora ter de buscar pontos contra os alemães: "A Alemanha foi impressionante contra a Austrália. Eles causaram o maior impacto até agora. São como uma máquina, com sete jogadores atacando. Se queremos surpreender, não podemos mostrar medo e temos que dar o nosso melhor, porque enfrentaremos um time melhor".


Antic segue a linha de pensamento de seu jogador. "Temos consciência de que não jogamos bem na primeira partida. Espero que o time esteja menos tenso contra a Alemanha. Vamos ver que fazer mais do que estamos acostumados", afirmou o treinador.


O camisa 10 que faltava: Özil


Os olhos estarão voltados também para o jovem meia Mezut Özil. Com dribles e passes rápidos, o jogador do Werder Bremen, de ascendência turca, tomou conta do setor alemão e recebeu elogios de todos, até mesmo de Michael Ballack, que, lesionado, está fora do Mundial: "Em Mesut Özil temos o número 10 que faltava por tantos anos e ele está demonstrando ao mundo seu talento".


O substituto de Ballack, Sam Khedira, falou da importância de Özil e do brasileiro naturalizado Cacau na seleção da Alemanha. "Jogadores como Mesut Özil (de família turca) ou (o brasileiro naturalizado alemão) Cacau trazem de fato certa descontração ao nosso jogo. Mas as virtudes alemãs como disciplina, ordem e vontade de ganhar estão em primeiro lugar", analisou.


FICHA TÉCNICA
ALEMANHA X SÉRVIA


Local: Estádio Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth (África do Sul)
Data: 18/06/2010, sexta-feira
Horário: 8h30 (de Brasília)
Árbitro: Alberto Undiano (ESP)
Assistentes: Fermin Martínez e Juan Carlos Yuste Jimenez (ambos ESP)


ALEMANHA: Manuel Neuer; Phillip Lahm, Per Mertesacker, Arne Friedrich e Holger Badstuber; Sam Khedira, Bastian Schweinsteiger, Mezut Özil e Thomas Müller; Lukas Podolski e Miroslav Klose.
Técnico: Joachim Löw.


SÉRVIA: Vladimir Stojkovic; Branislav Ivanovic, Neven Subotic, Nemanja Vidic e Aleksandar Kolarov; Milos Krasic, Nemad Milijas, Dejan Stankovic e Milan Jovanovic; Marko Pantelic e Nikola Zigic.
Técnico: Radomir Antic.

Nenhum comentário: