sexta-feira, maio 07, 2010

Torcedor levou o orgulho para a rua


As estudantes Ana Maria Pereira e Tammilys Savanne esbanjavam felicidade
No dia seguinte ao penta, o que mais se viu no Recife foram as cores do Sport


Orgulho. Esse foi o principal sentimento dos torcedores do Sport no dia seguinte ao título estadual. Desde as primeiras horas da manhã, a cidade foi tomada pelas cores vermelha e preta, e o que se via nas ruas, sobretudo nas do Centro do Recife, eram torcedores mostrando a paixão pelo time e a satisfação pela conquista do pentacampeonato. De fato, o torcedor rubro-negro não perdeu a oportunidade de puxar o famoso "Cazá, Cazá" por todos os cantos da Capital.

Percebendo a alegria dos leoninos, a reportagem da Folha de Pernambuco percorreu as ruas do Centro e encontrou grande movimentação de torcedores, que passavam mostrando as mãos em forma da sequência de títulos do Leão. Vestindo a camisa do clube, os rubro-negros carregavam as faixas de pentacampeão e eram só entusiasmo. O DJ e torcedor do Leão, Clécio Silva, enalteceu o título do clube, que, segundo ele, foi conquistado de forma emocionante. "A emoção de ter ganho este Estadual foi única, até pela forma que foi o regulamento. Foi sufoco até o final, por isso o gosto da vitória foi melhor", comemorou.


Os rubro-negros também não perderam a oportunidade de alfinetar o arquirrival, sobretudo o atacante Carlinhos Bala. "O rei de Pernambuco é todo o time do Sport. Quem sabe um dia ele (Bala) pode chegar a isso", ironizou Clécio, referindo-se às afirmações do atacante, que havia se intitulado "rei" do Estado. Perguntadas sobre quem seria o "rei de Pernambuco", as estudantes Tammilys Savanne e Ana Maria Pereira não hesitaram. "O rei de Pernambuco é Ciro'', ressaltaram as torcedoras, orgulhosas ao mostrarem o escudo do Leão. A estudante Jéssica Gomes também provocou o atacante alvirrubro. "Ciro é o rei. Bala estava se achando e acabou quebrando a cara", afirmou.


Francesa se apaixona pelo Sport

Uma partida foi o bastante para a estudante francesa Morgann Jezequel se apaixonar pelo Sport. A intercambista, e agora torcedora do Leão, havia presenciado jogos dos outros clubes do Estado, como o Náutico, mas foi o Leão da Ilha e, sobretudo, a torcida rubro-negra que encantaram a francesa, estudante da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). A torcedora descobriu a sua paixão pelo Sport ao presenciar o jogo dos leoninos contra o Alético/MG, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Na ocasião, os rubro-negros saíram derrotados, mas Morgann revelou ter ficado impressionada com a força da torcida. "Mesmo o Sport perdendo aquele jogo, gostei muito da festa da torcida, que se mostrou muito apaixonada e animada ao pular e cantar no início da partida. Essa era a imagem que eu tinha e correspondia ao futebol brasileiro" admitiu.


Morgann presenciou pela primeira vez, na última quarta-feira, uma conquista de título do Rubro-negro pernambucano. Questionada sobre a decisão, a estudante confessou que ficou nervosa, mas acompanhou detalhadamente a partida e, por fim, soltou o grito de pentacampeão com os torcedores leoninos. "A final foi como eu imaginei. Todo mundo gritando e empurrando o time. Porém, confesso que fiquei com o coração batendo forte até o fim", disse a francesa, que ensaiou um "Cazá, Cazá", revelando estar em sintonia com o clube pernabucano. A intercambista também fez questão de relevar a paixão repentina que já sente pelo Sport. "Já estou apaixonada. Onde o Sport for, eu vou também", pontuou.

Nenhum comentário: