domingo, maio 02, 2010

Repórter da TV denuncia agressão por parte do presidente e do vice do Náutico


Uma comemoração por um gol do Sport vira caso de polícia envolvendo a diretoria do Náutico e uma equipe de reportagem da TV Clube ao final do clássico entre Náutico e Sport, nos Aflitos, no início da noite deste domingo, no Recife.

A repórter da emissora Taluama Cabral foi à delegacia móvel instalada próximo ao Náutico para denunciar o presidente do clube, Berillo Júnior, e o vice, Paulo Wanderley, por agressão.

A ira alvirrubra, segundo a jornalista, começou quando um motoqueiro - que foi pegar a fita com a filmagem para a levar à emissora - vibrou na cabine de imprensa, gritando, com um gol rubro-negro. Nessa hora, o vice-presidente teria ido tomar satisfação com a repórter, xingando-a e tentando agredi-la fisicamente. Buscando defender a repórter, o cinegrafista Manoel Felipe e o operador Zequinha foram agredidos por Wanderley, segundo conta a equipe jornalística.

Ao final da partida, Paulo Wanderley voltou à cabine junto com o presidente do Náutico para pedir desculpas à repórter. Ela não aceitou e, a partir daí, foi novamente xingada, tanto pelo vice quanto por Berillo Júnior. Os dois também teriam levado a câmera, que havia registrado a agresssão. Depois, segundo a equipe, foi devolvida a câmera, mas sem a filmagem.

Nenhum comentário: