quinta-feira, maio 06, 2010

Leoninos comemoraram ironizando Bala





Já com a taça de campeão em mãos, jogadores extravasaram

Logo após a vitória do Náutico e consequente eliminação do Santa Cruz, na semifinal do Estadual, Carlinhos Bala se intitulou "Rei de Pernambuco". A declaração não foi digerida pelos jogadores do Sport, que comemoraram o título regado à ironia. Com o pentacampeonato assegurado, diversos jogadores correram pelo campo com uma coroa na cabeça em resposta ao jogador do Timbu. Ciro ainda chegou a vestir um manto. "Antes do jogo, Bala disse que era o rei. Mas o rei está ali no banco de reservas com 11 títulos como jogador e mais cinco como treinador. Para ele ser rei, ele tem que alcançar isso", alfinetou o zagueiro Igor, referindo-se ao treinador Givanildo Oliveira.

Um dos grandes destaques da partida, o agora zagueiro e capitão Tobi preferiu ressaltar a grande campanha rubro-negra. "Tivemos o melhor ataque, a melhor defesa. Fomos líderes o campeonato todo e não falamos nada. Essa foi a vitória da humildade", avaliou. Em clima de êxtase estava o goleiro Magrão. Ele se converteu no único jogador presente nessas cinco conquistas consecutivas. "É uma sensação única, de dever cumprido. Glória a Deus por mais um título. Agora, é comemorar. Foi uma conquista muito difícil", disse o arqueiro.


O volante Daniel Paulista, por sua vez, valorizou o primeiro resultado da final. "Ganhamos o título lá. Não foi hoje (ontem) não", declarou. "Mais uma vez, foi um título merecido. Fomos líder do começo ao fim. Hoje (ontem), jogamos de maneira inteligente e soubemos marcar", acrescentou.


"HEXA"

Já na coletiva, depois do clássico, Givanildo inovou ao analisar o título. "Eu não me considero penta não. Eu me considero hexa, porque fomos penta na primeira fase e depois conquistamos o hexa na semifinal e na final", disse.

Nenhum comentário: