sexta-feira, maio 07, 2010

Joanna vai colecionando medalhas de ouro


Com seu jeito brincalhão, pernambucana vem se destacando no Maria Lenk
A de ontem foi nos 400 metros livre, com 4min13s49


Quando a pernambucana Joanna Maranhão cai na piscina para disputar uma prova, é difícil não acreditar que uma medalha de ouro está por vir. Já reconhecida como uma das melhores nadadoras do Brasil, a esportista angariou mais uma vitória na manhã de ontem, pelo Campeonato Brasileiro Absoluto de Natação - Troféu Maria Lenk 2010 -, que acontece em São Paulo até domingo. Desta vez, o feito foi na prova dos 400 metros livre, com o tempo de 4min13s49. O resultado a fez chegar à frente de Poliana Okimoto, do Corinthians, com 4min13s56, e de Kristel Kobritch, também do Corinthians, com 4min15s28. Ainda assim, a guerra contra as próprias marcas permanece, já que foi insuficiente para ultrapassar seu recorde brasileiro, 4min12s19, contabilizado na temporada do ano passado, no Rio de Janeiro.

"Eu esperava um pouco mais dos 400 metros livre. Fiquei ansiosa e com muita pressão pra conseguir os pontos para o Minas (Tênis Clube) e isso acabou me atrapalhando um pouco. Mas conversamos, eu e o Ganzella (treinador), e concluímos que estamos no caminho certo. O estilo está bom, a técnica está boa também. É só entrar na piscina com a cabeça fresca", disse Joanna, que daqui a pouco, a partir das 10h, disputa a final dos 200 metros borboleta, outra provável medalha de ouro. No início da noite de ontem, ela fez um bom balizamento para a disputa. Garantiu 2min14s24, à frente de Julia Gerotto, do Paineiras, com 2min17s12, e de Yana Medeiros, Unisanta, com 2min17s66. Ainda hoje, mas no final da tarde, ela encara a eliminatória dos 200 metros medley, com final prevista para amanhã de manhã.


Exceto as vitórias de Joanna, a outra medalha de Pernambuco deverá vir mesmo de Etiene Medeiros, do Nikita/Sesi, pela prova dos 50 metros costas. A nadadora vem se mantendo com o segundo melhor tempo nesta distância em todas as competições importantes do País desde 2008, perdendo somente de Fabíola Molina. A final acontece logo mais, às 10h. Mas pelos tempos das semifinais, realizadas na manhã de ontem, Etiene vai ter que brigar com Natália Diniz, do Pinheiros, pela prata. Isso porque enquanto a pernambucana fez 29s59, a nadadora concorrente finalizou em 29s01. Além dos 50 metros costas, Etiene tem pela frente, ainda, os 100 metros costas, com eliminatórias hoje, a partir das 18h.


Thathiane Quirino, que nada pelo Minas Tênis Clube, assim como Joanna, não teve resultados expessivos. Nos 50 metros costas, fez o quarto tempo da reserva na semifinal de ontem, com 31s12. Assim como Etiene, ela encara a eliminatória dos 100 metros costas ainda hoje, sua última prova neste Maria Lenk. A estreante Mariana Primo, do Nikita/Sesi, encerra o campeonato hoje com a classificatória dos 50 metros borboleta.

Nenhum comentário: