terça-feira, maio 04, 2010

Árbitro causa troca de farpas


Armando Ribeiro, do Náutico, disse que acordo sobre a arbitragem foi descumprido
Clima entre alvirrubros e rubro-negros ficou quente após sorteio de Alício Pena Jr.


Não tinha como ser diferente. Em sorteio realizado ontem, na sede da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), que acabou nomeando Alício Pena Júnior para comandar a batalha final entre Sport e Náutico, já era previsto que a polêmica tomaria conta da decisão, qualquer que fosse o nome sorteado. E desta vez, quem saiu chiando foram os alvirrubros. Depois deste primeiro ato, entrou em cena a já conhecida troca de farpas entre os dirigentes rivais.

Inicialmente, foram sugeridos quatro árbitros para o sorteio - Carlos Eugênio Simon, Leonardo Gaciba, Djalma Beltrami e Alício Pena Júnior. Porém Simon e Gaciba foram vetados por leoninos e timbus, respectivamente. Sendo assim, os nomes do carioca Beltrami, sugerido pelo Náutico, e o do mineiro Alício Pena Júnior, opção do Sport, continuaram na disputa. No sorteio, presenciado por várias testemunhas, entre elas o presidente Berillo Júnior, representante alvirrubro, e o vice-presidente de Comunicação, José Alves, pelo Leão, o árbitro mineiro levou a melhor.



“Agora, essa choradeira é ‘frouxura’”, alfinetou o leonino José Alves
Este será o segundo jogo dos leoninos que Alício Pena Júnior irá comandar. O primeiro foi a partida de ida das semifinais, contra o Central, em Caruaru. Ele terá como assistentes os pernambucanos Pedro Wanderley e Jossemmar Diniz.

Porém, segundo a alegação dos alvirrubros, teria sido acordado antecipadamente entre federação e clubes que todos os profissionais a participarem do sorteio pertenceriam ao quadro da Fifa. Como Alício não detém mais este posto, desde o final do ano passado, os dirigentes alvirrubros estão inconformados com essa “quebra de acordo”.


Apesar de não ter comparecido ao sorteio, o diretor de futebol Armando Ribeiro disparou contra a decisão. “Nós lamentamos muito a escolha deste árbitro. O combinado é que seria escolhido um juiz Fifa, e dos quatro colocados à disposição para o sorteio, apenas o Alício não é Fifa. Indicamos o Djalma Beltrami, mas perdemos o sorteio”, comentou Armando. Presente na reunião, o presidente Berillo Júnior não atendeu às ligações da reportagem da Folha de Pernambuco.


Sem conseguir esconder a sua revolta com a escolha do árbitro, o diretor alvirrubro continuou disparando. “A coisa foi tão absurda que o representante deles (Sport), José Alves, comemorou o sorteio como se fosse uma vitória, descaradamente. Só aviso que estamos de olho nessa arbitragem e não vamos deixar que o campeonato seja decidido fora de campo. Espero que ele deixe os jogadores fazerem isso”, declarou Ribeiro.


Bastante chateado com a acusação do cartola alvirrubro, José Alves também não economizou nas palavras. “Esse Armando é um grande mentiroso. Não houve acordo nenhum para que fosse um Fifa, e Berillo sabe disso, tanto que ele não fez nenhuma queixa quanto a isso na hora. Fomos para o sorteio e o nosso indicado levou a melhor. Ele (Armando) queria que eu chorasse é? Agora, essa choradeira é ‘frouxura’. Coisa de quem está com medo, só posso ver dessa forma. Tudo foi feito de forma transparente, inclusive com a aprovação de Berillo. Eu peço que eles (alvirrubros) tenham calma, vamos ganhar é dentro de campo”, finalizou José Alves.

Nenhum comentário: