quinta-feira, maio 06, 2010

Alvirrubros detonam o juiz Alício Pena

Melancolia e rancor. Essas palavras, sem dúvidas, resumiram o sentimento de alguns alvirrubros após a partida de ontem. Além da perda do título, o revés de 1x0 custou para o Náutico o pentacampeonato (e iminente hexa) do Sport. Agora, são 43 anos sem o Timbu vencer o Rubro-negro em finais de Pernambucano. Para a diretoria timbu, a culpa do golpe foi do árbitro Alício Pena Júnior.

O presidente alvirrubro, Berillo Júnior, era um dos mais exaltados com a arbitragem. "Desde que teve o sorteio, demonstramos a nossa preocupação. Foi a crônica da morte anunciada. Esse rapaz (Alício Pena Júnior) devia ser banido do futebol. Fomos garfados", afirmou. "Esse cara é um 'cabra safado', um ladrão", completou, bastante irritado. O motivo da reação do dirigente foi um suposto pênalti não dado em cima do atacante Carlinhos Bala, ainda no início da primeira etapa.

O treinador Alexandre Gallo, por sua vez, mais contido, fez questão de salientar as virtudes da sua equipe. "Essa derrota vai nos fortalecer, por incrível que pareça. Eu acho que estamos no caminho certo. Vamos virar a página do Estadual e entrar forte nesta outra competição (Campeonato Brasileiro da Série B)", afirmou. " Sobre a decisão contra os leoninos, o comandante alfinetou: "Quem entende um pouquinho de futebol sabe que fomos superiores nos dois jogos."

Nenhum comentário: