segunda-feira, abril 26, 2010

“Vantagem” é comemorada por tricolores

Dificilmente, no futebol, um empate em 0x0, dentro dos seus domínios, em uma semifinal de um torneio, é um bom resultado. No Campeonato Pernambucano é sim. Ontem, logo após o arbitro brasiliense Wilton Sampaio dar o apito final, o discurso do Santa Cruz era de otimismo. Mesmo sem derrotar o Náutico, ontem, os jogadores do Mais Querido afirmaram que o placar era bom, pois a equipe não precisaria nem vencer na quarta-feira para se classificar para a final do Estadual. Mesmo com um campanha inferior ao Timbu na primeira fase, um empate com gols, nos Aflitos, garante os corais na decisão.

“Não fizemos um bom primeiro tempo, mas o resultado foi muito bom para o Santa Cruz, pois no segundo jogo o Náutico precisa vencer de qualquer maneira. Para o Santa Cruz, qualquer empate com gols é favorável, mas precisamos tomar cuidado e saber usar essa vantagem”, afirmou o técnico Dado Cavalcanti. Além da atuação da equipe, os tricolores comemoraram o fato de não ter levado nenhum gol. A última vez que isso aconteceu foi no dia 4 de abril, quando os corais derrotaram o Ypiranga por 2x0. Nas cinco partidas seguintes, o sistema defensivo coral foi vazado nove vezes.

Dívida

Não bastasse ter que se preocupar em pagar em dia os vencimentos de funcionários do administrativo e do departamento de futebol, a direção coral, por ordem da 14° Vara da Justiça do Trabalho, vai ter que pagar R$ 663.743,55 ao ex-gerente de futebol tricolor Carlos Neves, que trabalhou no clube no biênio 2005/06. O ex-gerente é irmão do ex-presidente do clube José Neves. Segundo informações, os diretores corais estariam correndo para arrecadar aproximadamente R$ 15 mil, que devem ser pagos até hoje, para quitar os custos do processo.

Nenhum comentário: