sábado, abril 24, 2010

Todo sacrifício é válido para ver o clássico de amanhã

O torcedor do Santa Cruz realmente se esforça quando se trata de paixão para acompanhar os jogos do time. Na manhã de ontem, a movimentação nos arredores do Arruda foi intensa, sobretudo para os bilhetes da campanha Todos Com a Nota. Desde as primeiras horas da manhã e mesmo sob forte chuva, os tricolores não se abalaram e compareceram em bom número às bilheterias do estádio José do Rêgo Maciel.

Apesar da eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil, na última quinta-feira, para o Atlético/GO, a torcida coral não deixou de acreditar na conquista do Pernambucano e se sacrificou para garantir casa cheia amanhã no clássico contra o Náutico. A fanática torcedora do Mais Querido, Leidiane Araújo chegou às 3h para conseguir a entrada. “Torcedor do Santa chega cedo para garantir ingresso e não perde a oportunidade de ver o time jogar no Arruda. Tenho certeza que a equipe vai ganhar do Náutico no domingo (amanhã) para dar esse presente à nação tricolor”, afirmou Leidiane, que mostrava, entusiasmada, o escudo do Santa Cruz na camisa. “Tenho amor a meu time, assim como todos os tricolores”, enfatizou.


Os torcedores corais estão confiantes para a primeira partida contra o arquirrival e acreditam no resultado positivo. “O time, com certeza, vai corresponder à espectativa da torcida. Fizemos o sacrifício de vir aqui em dia de chuva para garantir a entrada, e estou certa de que o Santa não vai nos decepcionar”, ressaltou a torcedora Ana Carla Melo, que também chegou cedo ao estádio para trocar ingresso. Foram disponibilizados dez mil bilhetes do Todos Com a Nota para a torcida do Santa Cruz, e os outros ingressos serão vendidos na bilheteria do Arruda, inclusive amanhã. Os preços são: R$ 40 (arquibancada inferior), R$ 20 (meia entrada e arquibancada superior), R$ 30 (cadeira para sócio) e R$ 50 (cadeira para não sócio).


Apesar do grande movimento pelos arredores das bilheterias na manhã de ontem, os postos de troca do programa Todos Com a Nota do Arruda não abriram na hora exata, 9h, o que gerou insatisfação e, consequentemente, protestos por parte dos torcedores. Muitos deles chegaram nas filas de madrugada e ficaram esperando sob chuva a abertura das cabines de troca. “É um absurdo. A gente chega cedo e tem que ficar esperando por muitas horas”, reclamou Leidiane, uma das primeiras da fila. “Toda vez é a mesma coisa, e eles só abrem as bilheterias por volta das 11h”.

Nenhum comentário: