sábado, abril 24, 2010

Sport definido para encarar o Central


Júlio César tem chance de apagar má impressão
Time vai com força máxima para o jogo de amanhã, no estádio Luiz Lacerda


Buscando reencontrar o caminho das vitórias, o Sport treinou ontem à tarde, na Ilha do Retiro, e já está definido para encarar o Central, amanhã, às 16h, no Lacerdão, no primeiro duelo entre as equipes pelas semifinais do Estadual. Tendo apenas os desfalques dos reservas Eduardo Ratinho e Isael, o treinador Givanildo Oliveira vai repetir o time que utilizou como titular durante boa parte do Pernambucano e que foi eliminado da Copa do Brasil, pelo Atlético Mineiro, na última quarta-feira. Sem maiores problemas para armar o seu esquema, o comandante leonino confirmou a seguinte escalação: Magrão; Igor, César e Tobi; Júlio César, Zé Antônio, Daniel Paulista, Eduardo Ramos e Dutra; Ciro e Dairo.

Sabendo que terá muitas dificuldades diante da Patativa, principalmente pelo péssimo estado do gramado do Lacerdão, o técnico rubro-negro deu prioridade às bolas paradas no treinamento de ontem, vencido pelos titulares por 1x0, com um belo gol de Eduardo Ramos, em cerca de 35 minutos de movimentação. Escanteios e faltas eram sempre repetidos pelos jogadores a mando de Givanildo, já que, por conta do terreno irregular, até mais do que o da Ilha do Retiro, com a bola no chão o caminho é bem mais complicado. “Dei mais atenção aos lances com bola parada, porque isso pode ser uma arma importante e até mesmo decidir o jogo. Além disso, temos bons cobradores, como o Eduardo Ramos, e precisamos tirar proveito disso”, comentou Givanildo.


Alvo constante dos torcedores e de duras críticas vindas das arquibancadas, o lateral-direito Júlio César tem mais uma chance de apagar essa “má impressão” com a torcida leonina. Ciente da insatisfação de parte dos leoninos com o seu futebol, o jogador encarou a situação com total serenidade e não se mostrou abatido com as vaias. “Em clube grande como o Sport, a cobrança é forte mesmo, eu sabia disso quando aceitei vir para cá. Sinceramente, não me abalo com as críticas”, disse Júlio César.


ACERTO


Com quatro meses de atraso no pagamento da cota do seu patrocinador master, a Cimento Nassau, o Leão teve uma boa notícia ontem. Segundo a Cimento Nassau, o que gerou a dívida, que gira em torno de R$ 500 mil, foi uma mudança na administração da empresa. Com tudo normalizado, o Leão voltará a receber a cota normalmente.

Nenhum comentário: