quinta-feira, abril 01, 2010

Santa Cruz de autoestima elevada


“Respeitamos o Botafogo, mas o Santa Cruz é um time grande e vai jogar como time grande”, disse Brasão
Tricolor está confiante que é capaz de superar o Botafogo, no Rio, e passar de fase


Quando assumiu o Santa Cruz, Dado Cavalcanti deu aos torcedores corais algo que há muito tempo um treinador tricolor não conseguia. Desde que foi efetivado como técnico, ele resgatou a autoestima do clube, fazendo a equipe não só jogar bem, mas também a conquistar resultados que fizessem os adversários voltarem a respeitar a Cobra Coral. Nem a derrota para o Sport, no último domingo, foi capaz de abalar os atletas do Mais Querido, que entram em campo hoje, no Rio de Janeiro, para enfrentar o Botafogo, às 21h30, no Engenhão, buscando a vitória a qualquer custo, de preferência, uma que garanta o time pernambucano nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Caso o placar do primeiro confronto se repita a favor do Santa Cruz esta noite, a decisão será nos pênaltis. Derrotados por 1x0 no Arruda, os tricolores não devem se intimidar no Engenhão. Uma vitória por um gol de diferença garante uma vaga à Cobra Coral. Para isso se concretizar, o Mais Querido precisa pelo menos marcar duas ou mais vezes. Os resultados 2x1, 3x2, 4x3... são favoráveis a Dado Cavalcanti e seus comandados pelo critério de desempate que é gol fora de casa. Já o Botafogo necessita apenas de um empate para passar de fase.


Por precisar de uma vitória para se manter vivo no torneio, o setor ofensivo vai ter uma responsabilidade a mais. Juntos, os três homens de frente do Mais Querido, Joelson, Brasão e Élvis, balançaram as redes adversárias 24 vezes na temporada. Confiante no desempenho do elenco coral, o atacante Brasão acredita que o Mais Querido é capaz de sair do Rio de Janeiro classificado. “Respeitamos o Botafogo, mas o Santa Cruz é um time grande e vai jogar como time grande. Não vamos ao Rio de Janeiro para passear e conhecer o Engenhão. Vamos atrás da vitória para trazer a classificação. Se sairmos de lá classificados, não será uma surpresa”, afirmou.


Com a evidente necessidade de marcar gols na casa do adversário, o atleta disse acreditar no potencial no elenco. Confiante na força do sistema defensivo, o atacante espera que os atacantes classifiquem os tricolores para as oitavas de final. “O conjunto do Santa Cruz que é o forte. Se a nossa defesa não sofrer gols, é responsabilidade do ataque garantir a classificação”, comentou.


O técnico Dado Cavalcanti vai mexer no time que foi derrotado pelo Sport, domingo passado. Edson Miolo não agradou atuando no meio de campo e voltará a sua posição de origem, a lateral esquerda. Desta vez, quem será testado na vaga de Jackson é o volante Dedé, liberado pelo Departamento Médico. “Quando nós tivermos a bola, o Dedé, pela qualidade de passe, vai ter a liberdade de chegar nos atacantes. Sem ela, ele vai voltar e ajudar na marcação”, disse o treinador.


Botafogo: Jefferson; Antônio Carlos, Danny Morais e Fahel; Alessandro, Leandro Guerreiro, Somália, Lucio Flavio e Marcelo Cordeiro; Herrera e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.


Santa Cruz: Tutti; Wellington, Alysson, Luiz Eduardo e Edson Miolo; Goiano, Léo, Dedé e Élvis; Joelson e Brasão. Técnico: Dado Cavalcanti


Local: Engenhão (Rio de Janeiro)


Horário: 21h30


Árbitro: Wilton Pereira Sampaio/DF

Assistentes: Renato Miguel Vieira/DF e Ciro Chabam Junqueira/DF

Nenhum comentário: