sexta-feira, abril 23, 2010

Presidente do Sport promete melhorias no gramado da Ilha do Retiro


Reprodução/TV Globo

De acordo com Sílvio Guimarães, o clube deve aproveitar a paralisação da Copa do Mundo para realizar as melhorias


Eraldo e Leon são os caça-buracos da Ilha do Retiro. Eles têm o trabalho incansável dessa de entrar em campo antes e no intervalo dos jogos do Sport para tapar os buracos do gramado. A missão é sempre difícil, e por mais que eles tentem, não resolvem o problema.

O problema é antigo, e os jogadores sonham com o dia em que o gramado vire um tapete. “Eu sou uma das pessoas que conversam com o treinador e nosso presidente sobre o gramado. O Sport tem histórico de jogadores velozes e técnicos, e isso atrapalha”, disse o zagueiro Igor.


Quando isso vai mudar? “A gente vai tentar fazer um bom trabalho quando tiver a paralisação para a Copa do Mundo”, disse o presidente do clube, Sílvio Guimarães.


No entanto, ainda não será dessa vez que o gramado da Ilha vai virar um tapete. “Não pense que em 35, 40 dias se faz um gramado de primeiro mundo”, alertou Sílvio.


No dia 17 de julho, o Sport vai enfrentar a Ponte Preta. Será o primeiro jogo na Ilha do Retiro após a Copa do Mundo, e o primeiro com menos buracos no gramado. Menos trabalho para aquela dupla Eraldo e Leon. Palavra do presidente. “Vai ter uma melhoria muito grande após a Copa do Mundo. No primeiro jogo”, afirmou.

Nenhum comentário: