domingo, abril 04, 2010

Náutico leva gol no último minuto e perde por 3x2 para o Vitória

Reprodução/TV Globo

Os gols só aconteceram na segunda etapa da partida; a derrota ainda custo ao Timbu a vice-liderança

Náutico perdeu por 3x2 para o Vitória, neste domingo (4), e perdeu a vice-liderança. Após a derrota por 5x0 diante do Vitória-BA, que custou a desclassificação na Copa do Brasil, o Náutico somou mais uma derrota, desta vez pelo Campeonato Pernambucano 2010, no Carneirão, Vitória de Santo Antão. O jogo foi morno, e os gols só aconteceram no segundo tempo.


O Timbu perdeu a vice-liderança após o Santa Cruz vencer o Ypiringa, fora de casa. A equipe alvirrubra agora está com um ponto a menos que o tricolor. Na próxima rodada o Náutico encara o Central, nos Aflitos.



O JOGO


O Náutico manteve a posse de bola na maior parte do primeiro tempo. Apresentava um futebol objetivo nos primeiros 15 minutos, e segurou o Vitória atrás da linha do meio-campo. Aos poucos o Tricolor das Tabocas foi acertando os contra-ataques, fazendo com que o Timbu abrisse mais espaço. Apesar do jogo rápido, ambas as equipes ficaram devendo no quesito técnico.

A jogada forte do ataque do Vitória era pelo lado direito, com Suélington jogando nas costas de Tinga, que estava improvisado na lateral-direita. No entanto, foi o Náutico que teve as chances mais claras de gol. Geílson mostrou bastante disposição durante toda a primeira etapa, e saiu bastante da área atrás da bola. Aos 29 minutos, após cruzamento de Tinga, ele cabeceou forte, mas o arqueiro tricolor fez boa defesa.



Dez minutos depois, Geílson arranca do meio de campo e passa para Rodrigo Dantas que, após cortar o zagueiro, chuta por cima. Do lado do Vitória, o lance mais perigoso aconteceu aos 24 minutos, quando Jadílson, sozinho, cabeceou por cima do gol.



No segundo tempo, o técnico Alexandre Gallo apostou em uma postura mais ofensiva, sacando o volante Nilson e colocando o atacante Bruno Meneghel. A mudança causou efeito e o Náutico foi para cima. Mas, aos 7 minutos, na falha da zaga alvirrubra, Jadílson, sozinho mais uma vez, cabeceou no canto, não deixando chance para o goleiro Gustavo.



Após o gol, o time da Zona da Mata foi para cima, segurando o ímpeto do Timbu. O Náutico partiu para jogas individuais e, aos 19 minutos, Rodrigo Dantas chutou da intermediária. O goleiro não segurou e, no rebote, Dinda empurrou para dentro: 1x1.



A partida ficou equilibrada após o empate, mas nenhuma equipe criava chance clara de mexer o placar. Quando o Vitória passava a exercer maior domínio, o Náutico fez o gol da virada com Diego Bispo, aos 30 minutos. A bola foi levantada na área e, após desvio de cabeça, sobrou para o prata da casa Timbu.



O time alvirrubro só teve cinco minutos para comemorar já que, aos 35, Igor cometeu um lance infantil dentro da área, pênalti. Após levar o drible do jogador tricolor, ele se jogou nos pés do atleta. Com paradinha, Sandro Miguel empatou o placar.



O Náutico continuou atrapalhado e só chegava ao ataque com chutões da zaga. O maior castigo pelos gols perdidos no primeiro tempo veio no último minuto de jogo, em bela jogada de Suélington, que foi o destaque do Vitória. Após bola dada como perdida na linha de fundo, ele tocou para si mesmo de calcanhar, mandando a bola para dentro da área. Depois deu um toque de leve para Jadilson, de peito, colocar a bola para dentro do gol, decretando a segunda virada da partida, e o placar final.



FICHA DO JOGO:



VITÓRIA
Rodrigo; Suélington, Emerson, Sandro Miguel e Cassius; Paulinho Andrade (Léo), Aguimeron, Daniel Carlos (Neílson) e Fabinho Vitória (Bruno Garcia); Eduardinho e Jadilson.
Técnico: Roberto de Jesus.



NÁUTICO
Gustavo; Diego Bispo, Gomes (Felipe Pinto) e Igor; Daniel, Dinda, Nilson (Bruno Meneghel), Derley e Tinga (Ramirez); Rodrigo Dantas e Geílson.
Técnico: Alexandre Gallo.



Local: Carneirão (Vitória de Santo Antão)

Árbitro: Cláudio Mercante
Assistentes: Luciano Cruz e Jossemmar Diniz.

Nenhum comentário: