quinta-feira, abril 29, 2010

Náutico bate o Santa Cruz e vai para decisão

O Náutico mostrou força e conseguiu vencer o Santa Cruz por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (28), nos Aflitos. O placar garante a equipe alvirrubra na final do Campeonato Pernambucano contra o Sport, que se garantiu com duas vitórias diante do Central. O gol que garantiu a vaga timbu foi marcado aos 22 minutos por Carlinhos Bala.

Agora, Náutico e Sport decidem o título Pernambucano de 2010 em dois jogos. A primeira partida será neste domingo (02), nos Aflitos. A volta está marcada para a quarta-feira (05), na Ilha do Retiro.

O JOGO
Como esperado, a partida começou tensa. Tanto que os primeiros cartões vieram logo aos 5 minutos. Zé Carlos se estranhou com Jackson, após uma falta, foi advertido. Brasão, por reclamação no lance, também acabou tomando o amarelo.

Quem primeiro chegou com chance de marcar foi o Náutico. Aos 7 minutos, Geílson entrou na área e ficou cara a cara com Tutti. O goleiro do Santa Cruz saiu bem no lance e conseguiu fazer o corte. Na sobra, Derley cruzou para a área e novamente Geílson apareceu para cabecear. Seguro, Tutti fez boa defesa.

O Timbu continuou insistindo e voltou a levar perigo aos 9 minutos, após uma boa jogada de Derley. Jogando improvisado na lateral-direita, por conta da lesão de Daniel, o volante alvirrubro invadiu a área e bateu cruzado. A bola foi na rede pelo lado de fora.

O Santa Cruz só chegou com perigo aos 24 minutos. Gilberto Matuto tentou o cruzamento, mas a bola prensada acabou sobrando no meio da área. Jackson não deixou ela cair e bateu de primeira, próximo do canto esquerdo de Glédson.

Como o Náutico precisava do resultado, acabou inda para cima. Um minuto depois, Rodrigo Dantas recebeu na entrada da área e rolou para Carlinhos Bala chutar de primeira, perto do canto esquerdo de Tutti.

Aos 36 minutos, veio a chance mais clara de gol para o Náutico. Dinda cruzou pela direita e Derley, livre na pequena área, acabou se enrolando nas próprias pernas e errando o chute.

O Náutico voltou para o segundo tempo com o mesmo ímpeto e logo aos 2 minutos chegou muito perto de marcar. Derley deixou Geílson cara a cara com Tutti. O atacante timbu dominou e bateu no canto direito, mas o goleiro coral fez uma defesa milagrosa e evita o que seria primeiro gol da partida.

O Santa também voltou mais ligado e aos 6 minutos chegou com perigo ao gol alvirrubro. Élvis recebeu na área e fez o pivô para Jackson bater. A bola desviou na zaga do Náutico e saiu por cima do gol de Glédson.

O jogo entrou num clima dramático e aos 14 minutos, após uma boa escapada de Carlinhos Bala pela direita, Diego Bispo teve uma boa chance de marcar. Após o cruzamento, Geílson escorou para o zagueiro desviar. A bola passou perto do canto esquerdo de Tutti.

Quatro minutos depois, Tutti foi fuzilado pelo ataque timbu. Carlinhos Bala cruzou para a área e Geílson bateu para grande defesa do goleiro coral. A bola sobrou para Hamilton bater para nova defesa tricolor. Tudo isso na entrada da pequena área.

Mas, aos 22 minutos Tutti nada pode fazer. Zé Carlos escapou pela esquerda e cruzou na medida para Carlinhos Bala, na área, cabecear e fazer 1 a 0 para o Náutico.

Num cochilo do zagueiro Leandro Cardoso, aos 30 minutos, por pouco Geilson não ampliou o placar. O zagueiro coral não percebeu a chegada do atacante timbu, que conseguiu roubara bola na entrada da área. Mas, ele acabou desequilibrado e dando chance de recuperação para o defensor.

O Santa tentou responder aos 32 minutos num lançamento para Brasão. O atacante coral ainda se esticou, mas não conseguiu fazer o domínio. A bola acabou sobrando para Glédson, que fez a defesa sem problemas. Dois minutos depois foi a vez de Dedé invadir a área e bater por cima do gol timbu.

Aos 42 minutos, Marcelinho arriscou o chute de fora da área e abola passou com perigo por cima do gol de Glédson. Um minuto depois, Derley ganhou na velocidade, invadiu a área, mas acabou chutando para fora.

O árbitro Wilson Seneme ainda deu quatro minutos de acréscimos, mas apesar da pressão no final, o Tricolor não conseguiu o gol que garantiria a classificação. E quem vai para a decisão com o Sport é o Náutico.

FICHA DO JOGO

NÁUTICO
Glédson; Derley, Diego Bispo, Vinícius e Zé Carlos; Ramirez, Hamilton, Dinda (Felipe Pinto) e Carlinhos Bala (Nilson); Rodrigo Dantas (Bruno Meneghel) e Geílson
Técnico: Alexandre Gallo

SANTA CRUZ
Tutti; Gilberto Matuto, Leandro Cardoso, Alysson e Marcos Mendes; Dedé, Goiano Elvis (André Leonel) e Jackson (Thiago Laranjeira); Brasão e Joélson (Marcelinho)
Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Aflitos
Árbitro: Wilson Seneme (Fifa)
Assistentes: Erich Bandeira e Ubirajara Ferraz

Nenhum comentário: