domingo, abril 04, 2010

Máquina de Costura busca vaga no G4

No início do Campeonato Pernambucano, o Ypiranga foi alvo de críticas de todos os lados. Colocada como uma das favoritas a destaque do Interior, a equipe não mostrava em campo aquilo que se esperava dela. Mas a Máquina de Costura engrenou na competição, calando os críticos e chegando a esta reta final brigando por uma vaga no G4. Em quinto lugar, com 27 pontos, o time está a apenas um ponto da Cabense, quarta colocada.

E se tem alguém que pode ser apontado como responsável pela “engrenada” do Ypiranga é o treinador Neco. Desde que ele assumiu, o time iniciou a recuperação, chegando à situação atual. “Após a minha chegada, o time tem um aproveitamento de quase 70%, o que nos colocaria entre os quatro. Tivemos um início ruim, mas o que importa é estar bem no final”, avaliou.

Para chegar entre os quatro primeiros, porém, o Ypiranga não terá vida fácil. Depois de pegar o Santa Cruz, terá o líder Sport pela frente, na Ilha do Retiro. “É uma dificuldade a mais. Mas para chegar entre os quatro, temos de passar pelos grandes”, afirmou Neco, que, na sequência, fecha a participação na primeira fase do Estadual contra dois adversários diretos: Porto (sexto) e Central (sétimo).

Sem problemas de suspensão, a dificuldade de Neco para escalar o time são as lesões. O volante Iarley já está vetado, enquanto o atacante João Paulo é dúvida. No lugar do primeiro, Jair é a opção. No outro, Fágner é o substituto natural.

Nenhum comentário: