sexta-feira, abril 23, 2010

Agora é focar o Pernambucano

Santa Cruz perde por 2x0 para o Atlético/GO e dá adeus à Copa do Brasil

O Santa Cruz bem que tentou, mas não conseguiu quebrar o tabu. O Mais Querido mais uma vez teve dificuldades para superar a marcação do Atlético/GO e, pela sétima vez, parou nas oitavas de final da Copa do Brasil. O placar de 2x0, gols do volante Robston, que marcou três vezes nos duelos entre as duas equipes, e Marcão, decretou a classificação dos goianos para as quartas de final, onde enfrentarão o Palmeiras. Os tricolores, agora, voltam as suas atenções para as semifinais do Estadual.

Para tentar surpreender o Atlético/GO, Dado Cavalcanti alterou a escalação do Santa Cruz. Wellington foi improvisado na lateral e Léo substituiu Élvis, reforçando a marcação no início do confronto. Segundo o treinador, a intenção era igualar o adversário na força física. Nos primeiros minutos, o Mais Querido foi logo criando oportunidades de gol. Aos quatro, Brasão recebeu passe de Wellington, mas chutou sem força. No lance seguinte, Joelson obrigou Márcio a fazer uma bela defesa.

Assim como aconteceu no Recife, após os minutos iniciais, o Dragão voltou a dominar o meio de campo. Ao adiantar a marcação e tocar bem a bola, os goianos dificultaram as ações dos tricolores. Mesmo com dificuldades, os corais continuavam atacando. Aos 34, por pouco, o Atlético/GO não abriu o placar. Tutti, bem posicionado, salvou o Mais Querido. Na última jogada da etapa inicial, o arqueiro foi obrigado a realizar outra intervenção.

Precisando de uma vitória por, pelo menos, dois gols de diferença, o Santa Cruz foi mais ousado no segundo tempo. A primeira grande chance veio em uma cobrança de falta, aos oito minutos. Com a perna esquerda, por pouco, Edson Miolo não marcou. Na tentativa de deixar a equipe mais ofensiva, Dado sacou Leandro Cardoso e Léo, colocando Gilberto Matuto e Élvis. Precavido, Geninho optou por Robston na vaga de Elias e Marcão na de Rodrigo Tiuí. Após as substituições, os goianos melhoraram. Wellington salvou quase em cima da linha. No lance seguinte, Tutti realizou outro milagre.

Aos 29, Robston, que foi o carrasco no confronto de ida, voltou a aprontar. O volante cobrou uma falta com força, no ângulo, sem chances para Tutti. Buscando o empate de qualquer maneira, os tricolores quase empataram. Brasão tocou para Joelson, que finalizou para uma bela defesa de Márcio. Nos acréscimos, após uma boa troca de passes, Marcão marcou o segundo dos goianos.

TCN

A troca dos ingressos do Programa Todos Com a Nota para o clássico Santa Cruz x Náutico acontece hoje pela manhã, entre 9h e 14h, nas bilheterias do Arruda. Serão dez mil bilhetes destinados apenas aos torcedores tricolores.

Atlético/GO: Márcio; Márcio Gabriel, Gilson, Jairo e Thiago Feltri; Agenor (Erandir), Ramalho, Pituca e Elias (Robston); Rodrigo Tiuí (Marcão) e Juninho. Técnico: Geninho

Santa Cruz: Tutti; Wellington, Leandro Cardoso, Luiz Eduardo (Gilberto Matuto) e Edson Miolo (André Leonel); Goiano, Léo (Élvis), Dedé e Jackson; Joelson e Brasão. Técnico: Dado Cavalcanti

Local: Serra Dourada (Goiânia). Árbitro: Jaílson Macedo de Freitas/BA. Assistentes: Luís Carlos da Silva Teixeira/BA e Adson Márcio Lopes/BA. Gol: Robston (aos 29 do 2°T) e Marcão (aos 45 do 2ºT). Cartões amarelos: Pituca, Jairo, Rodrigo Tiuí e Gilson (Atlético/GO); Luiz Eduardo, Goiano, Léo e Wellington (Santa Cruz). Cartão vermelho: Leandro Cardoso (Santa Cruz). Público: 4805 Renda: R$ 78.730,00.

Nenhum comentário: